Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Vistoria de imóvel evita surpresas no final do contrato

A- A+

Quando se está à procura de imóvel para alugar, muitas vezes o cansaço devido à longa procura e a pressa para realizar a mudança fazem com que o inquilino esqueça de prestar atenção à vistoria de imóvel. Esse item, porém, é fundamental para evitar prejuízos na devolução.

Os diretos do locador e do locatário estão garantidos pela Lei do Inquilinato, que garante a entrega do imóvel em boas condições, na entrada e na saída. É importante lembrar que qualquer uma das partes pode solicitar que o local seja vistoriado.

Vistoria de imóvel pode ser feita por empresa especializada

É verdade que a Lei do Inquilinato garante o imóvel tem que ser entregue em condições de habitabilidade e devolvido nas mesmas condições. Mas como comprovar isso? Em primeiro lugar, qualquer uma das partes (locador ou locatário) pode exigir a vistoria de imóvel.

vistoria-de-imovel

O locador ou locatário podem solicitar que o local seja vistoriado. Foto: iStock, by Getty Images

A documentação pode ser feita de modo informal, com texto descritivo, mas o ideal é que inclua fotos dos itens vistoriados. Existem também empresas especializadas em fazer vistorias, que emitem um laudo técnico, válido como documento.

O valor fica, em média, em R$ 130 para um imóvel de até 200 metros quadrados. E, acredite, sem a devida comprovação das condições do imóvel, você pode gastar muito mais que isso para atender as exigências do locatário. Por isso, mantenha a calma antes de realizar sua mudança e avalie cada detalhe da sua nova morada.

O que não pode faltar na vistoria de imóvel

Para evitar qualquer problema – que acarretam gastos excessivos – na entrega do imóvel, há itens essenciais que devem entrar na vistoria de imóvel. Saiba quais são.

Piso

O estado de conservação do piso e eventuais partes danificadas devem ser observados e registrados em fotos. Se o imóvel tiver carpete, certifique-se de que não esteja rasgado, sujo ou manchado.

Pintura

Não leve em conta apenas as paredes. Aberturas (portas e janelas) e rodapés também devem ser analisados. Além de analisar a qualidade do acabamento, verifique também a cor correta, para acertar na hora da devolução.

Revestimentos

Azulejos e revestimentos em geral também devem entrar no seu check list. Verifique se há furos, rachaduras ou outros problemas, e observe também se há diferença de cor entre uma peça e outra.

Vidros

Se houver peças trincadas, rachadas, soltas ou mesmo sujas, você deve avisar a imobiliária antes de assinar o contrato de locação.

Trincos

Trincos e fechaduras devem ser testados para ver se funcionam bem, e se há fechaduras sem chaves.

Parte interna

Os itens não visíveis, como estrutura elétrica e hidráulica também podem ser testados. É importante testar todas as tomadas, verificar se há sinal de superaquecimento ou má distribuição no disjuntor. Isso pode ser avaliado com a ajuda de um eletricista. É importante também abrir as torneiras para avaliar o fluxo de água e testar a descarga.

Telhado

Se você vai alugar uma casa, é importante verificar o estado de conservação e limpeza das telhas, assim como eventuais peças soltas. De um modo geral, se perceber qualquer coisa que não funcione corretamente, a imobiliária deve ser comunicada.

Proteção residencial

Como se pode ver, proteção é sempre a melhor medida a ser tomada. Em parceria com a Ace Seguradora, a Vivo oferece o Seguro Proteção Residencial, que garante cobertura em caso de incêndio, raio, explosão, danos elétricos, roubo ou furto qualificado de bens e responsabilidade civil ou familiar.

> Seguros para seus bens: Proteção da sua casa até sua bolsa, mochila e carteira

Gostou das dicas de vistoria de imóvel? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

investir em imóvel na planta vale a pena
vale a pena investir na decoração de uma casa para alugar
dividir aluguel com alguém
cooperativa habitacional
por que a poupança rende tão pouco
crédito para financiar casa própria