Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Vida do nômade moderno pode ensinar muito sobre dinheiro

A- A+

Você pensa que um nômade – aquele que não tem endereço fixo e que pode mudar de cidade ou de país a qualquer momento – não tem nada a ensinar sobre dinheiro? Se você acha que sim, talvez se surpreenda com a história de Jacob Laukaitis.

Nômade em versão digital

O personagem em questão é um nômade digital. O que ele tem em comum com esse costume ancestral? Quase tudo: raramente, fica mais de um mês em um país, não tem endereço fixo e tudo o que possui cabe em uma pequena mochila.

Jacob Laukaitis, nômade moderno

Empresário Jacob Laukaitis pode ser definido como um nômade moderno. Foto: Divulgação

A diferença é que ele tem um (excelente) trabalho, porém pode realizá-lo via internet, de qualquer lugar do mundo. Laukaitis é um empresário focado na área de SEO – técnica para melhorar as buscas que você faz na internet – e ama o que faz.

Mas ele não é único e há muitos nômades que atuam como freelancers, prestando serviços para diversas empresas, e que vivem da mesma forma.

O mais interessante é que essas pessoas vivem intensamente, se divertem, moram em locais que propiciam as atividades que mais gostam, e com poucos bens materiais ou gastos excessivos.

Quebrando o paradigma da propriedade

A vida de Laukaitis hoje parece um sonho, daqueles que muitas pessoas passam a vida juntando dinheiro para realizar. Em pouco menos de dois anos, ele viajou por 25 países, passeou de moto pela Tailândia e Filipinas, escalou um vulcão na Indonésia e ganhou uma licença de mergulhador em Gili Islands.

O fato mais curioso é que, para conseguir esse estilo de vida, ele se desapegou por completo do conceito de posse. “Nossa sociedade é obcecada pela ideia de propriedade”, observa.

Para ele, ter posses é impraticável. Imagine passar um mês vendendo seus objetos e tentando alugar apartamento antes de mudar para um novo país.

Jacob Laukaitis, nômade moderno

Laukaitis em recente registro em Bali, na Indonésia. Foto: Divulgação

Estilo nômade cria novos mercados

Mas Laukaitis acredita que o conceito de propriedade está mudando, principalmente por causa de milhares que seguem o estilo nômade pelo mundo.

São pessoas desapegadas das convenções trabalhistas que dão notoriedade a empresas como AirBnB (na área de hospedagem), Vinted (brechó) e Relay Rides (aluguel de carros entre pessoas comuns).

Você vai se interessar por:

Trabalhar em casa tem vantagens financeiras e de bem-estar

Saiba como ser produtivo no trabalho home office, mas sem exageros

Confira 8 ideias para fazer dinheiro extra aos 20 anos

Outro defensor da vida e principalmente do trabalho nômade é o antigo CEO da My SQL, Marten Mickos. Ele vendeu a empresa por um valor altíssimo em 2008, contando com 500 empregados em 36 países, mas sem ter sequer um escritório.

Mickos acredita que é muito fácil parecer ocupado em um escritório, indo a reuniões e respondendo e-mails. Mas quando se trabalha em casa, o único pensamento gira em torno dos resultados.

Isso, segundo ele, salva toneladas de dinheiro referentes a aluguel. Foi com esse pensamento que ele conseguiu construir uma empresa de sucesso e economizar muito dinheiro.

 

Que tal se inspirar no estilo nômade de viver? Deixe seu comentário.

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito