Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Viagem com criança: fazer check-list evita transtornos

A- A+

Levar as crianças para conhecer um lugar diferente tem tudo para ser uma ótima experiência de convívio em família, mas exige um bom planejamento para evitar transtornos com documentos e uma dose extra de paciência para garantir que os pequenos aproveitem. Ou seja, uma viagem com criança exige maior organização.

O que é exigido em viagem com criança

A organização já começa com a garantia da documentação correta para o embarque: crianças com mais de 12 anos precisam de carteira de identidade ou passaporte para viajar. Portanto, se ela ainda não tem o documento, não deixe para providenciá-lo em cima da hora.

Até os 11 anos, a certidão de nascimento é aceita apenas em voos domésticos. Para fazer uma viagem com criança para fora do país, é preciso fazer o RG ou passaporte. Se os pais não estiverem no mesmo voo, é necessária autorização judicial. Algumas companhias não permitem que crianças menores de 5 anos viajem desacompanhadas dos pais, por isso, fique atento e consulte as regras da empresa que você escolher, para evitar contratempos.

Viagem com criança é divertido

Documentação das crianças é uma das preocupações ao viajar. Foto: iStock, Getty Images

Viagem com criança: como programar os passeios?

Superadas as exigências legais, começa a preocupação com o bem-estar dos pimpolhos a bordo e, principalmente, no destino da aventura. Para ajudar pais, avós e adultos em geral a organizar a viagem com crianças, a consultora de maternidade Patrícia Tsukada, certificada pela International Academy of Baby Planner Professionals, resolveu criar um blog para compartilhar experiências de suas viagens com as duas filhas pequenas.

No Mommy in Bloom (mamãe em flor, em tradução livre), é possível encontrar dicas que vão desde a compra da passagem aérea até a adaptação do bebê ao fuso horário, no caso de uma viagem internacional.

Uma das dicas de ouro da consultora para não deixar passar nenhum detalhe é fazer uma lista de itens básicos alguns dias antes de viajar, incluindo roupas, acessórios, alimentação, higiene, documentos, etc. Antes de fechar a mala, confira se pegou tudo e dê um ok ao lado do item na lista.

Se a dúvida é sobre o que deve entrar nessa lista, a blogueira também ajuda:

– Leve sacos plásticos para colocar roupas sujas

– Coloque remédios e produtos de higiene em sacolas separadas das roupas na mala, para evitar vazamento

– Leve água e alimentos infantis na bagagem de mão, para manter a criança hidratada

– Vista o bebê com roupas leves, mas pegue um casaquinho, por causa do ar-condicionado

– Separe também algum brinquedo (que não emita sons, para não importunar os outros passageiros), um livro para colorir ou qualquer item que possa entreter a criança se a viagem for longa.

É importante colocar na mala o telefone do pediatra, a carteirinha de vacinação da criança e também a do plano de saúde. Se for viajar para o exterior, a contratação de um seguro é uma ótima opção para garantir assistência médica em caso de emergência. Crianças, como são mais frágeis e podem demorar mais tempo para se adaptar ao clima, à comida ou mesmo ao fuso-horário local, ficam mais vulneráveis e podem precisar de atendimento médico.

Para uma viagem mais confortável, escolha assentos com mais espaço e verifique a disponibilidade de berço portátil para bebês pequenos no avião. Faça o check-in com antecedência e evite voos com muitas conexões, se possível. Antes de reservar hotel e contratar passeios no destino escolhido, não deixe de perguntar se as opções são adequadas para a idade e as necessidades da criança, para evitar surpresas desagradáveis na chegada.

Gostou das dicas para viajar com crianças? Compartilhe!

o que são benefícios assistenciais
o que fazer com as crianças
Aprendendo como lavar carro com economia
Carro pode ter câmbio manual ou automático
Tomada pode ser 110 ou 220
Voltagens das cidades brasileiras varia