Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Vender apartamento com pressa restringe margem para bons negócios

A- A+

Muita gente tem o sonho de comprar a casa própria para o usufruto da família, mas ter um imóvel é também um belo investimento. Apenas possuir um imóvel, no entanto, não garante que vender apartamento ou casa seja um bom negócio. O proprietário precisa estar atento a uma série de fatores para obter um bom rendimento.

Vender um apartamento não deixa de ser, mais do que uma oportunidade, também uma arte. O proprietário precisa ter cautela, paciência e saber se o momento econômico é o mais propício para a venda.

Mas, caso as necessidades e objetivos pessoais se sobreponham às condições favoráveis ou não do mercado, o proprietário deve traçar uma estratégia para vender apartamento sem ter prejuízo. Independente do objetivo (vender para comprar outro imóvel ou porque precisa de dinheiro), nessa hora, a pressa é inimiga de um bom negócio.

seudinheiro-Vender-apartamento

Fazer pesquisa de preços ajuda o proprietário. Foto: iStock, by Getty Images

Vender apartamento: qual o melhor preço?

O primeiro passo para vender um apartamento ou casa é definir o preço do imóvel. Mas o que o proprietário precisa saber para chegar a essa definição? A resposta não é tão simples e implica uma série de questões que vai desde a construção em si até os fatores mercadológicos.

“Um bom começo é consultar um corretor de imóveis”, afirma o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo (Creci-SP), José Augusto Viana Neto. “Esse profissional faz uma visita e avaliação do imóvel e sugere o valor ao proprietário verbalmente ou por meio de um documento que detalha o porquê da determinação do preço”, explica.

O proprietário que não quiser gastar com esse serviço de consultoria de um corretor pode apelar para alguns sites que possuem ferramentas que ajudam o usuário a chegar a uma estimativa de preço. Um exemplo desse tipo de serviço é o 123i.

Fazer pesquisa de preços de imóveis similares também pode ajudar o proprietário nessa empreitada. Nesse caso, a pesquisa deve ser feita na mesma rua ou em endereços próximos, já que a localização é um dos fatores que determina o preço de um imóvel.

Você vai se interessar por:
As vantagens de morar em apartamento pequeno
Corretor de imóveis pode ajudar a encontrar bons negócios
consorcio

De acordo com o presidente do Creci-SP, além da localização, tamanho e estado de conservação do imóvel, a área de lazer do condomínio, a quantidade de vagas na garagem e a segurança são alguns dos critérios que vão influenciar no preço final do apartamento ou casa.

Vender apartamento: apresentação do imóvel

Depois do preço definido, o proprietário precisa seguir alguns passos para conseguir vender o apartamento de forma mais rápida. O corretor de imóveis e consultor Guilherme Machado dá algumas dicas. “Um ambiente limpo é o mínimo que o consumidor espera quando vai realizar qualquer tipo de compra, então o proprietário precisa manter o imóvel organizado, limpo, arejado, cheiroso e com uma aparência agradável”, recomenda.

Machado aconselha também que os anúncios devam trazer uma descrição detalhada com todas as informações necessárias sobre cômodos, vagas na garagem e outras características do imóvel. “Ter boas fotos também é fundamental para atrair e despertar o interesse de compradores para o imóvel”.

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

investir em imóvel na planta vale a pena
vale a pena investir na decoração de uma casa para alugar
dividir aluguel com alguém
cooperativa habitacional
por que a poupança rende tão pouco
crédito para financiar casa própria