Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja opções seguras com rentabilidade maior que a da poupança

A- A+

Ter sonhos e estabilizar metas para realizá-los faz parte da vida de qualquer pessoa, casal ou família. Pode ser a casa própria, um veículo novo ou, quem sabe, um filho. São desejos que exigem planejamento financeiro e, como solução, é possível fazer com que o seu dinheiro trabalhe para você com maior rentabilidade.

Quando procuramos por um investimento, costumamos sempre olhar justamente para esse quesito: a rentabilidade que teremos ao depositar nele dinheiro (e nossa confiança). Conferir o histórico de uma aplicação, no entanto, não garante a rentabilidade futura.

rentabilidade

Fique atento às opções de mercado para fazer o dinheiro trabalhar para você. Foto: iStock, Getty Images

Não é porque um fundo de ação, por exemplo, rendeu 20% no último ano que ele repetirá ou aumentará essa margem nos anos seguintes. Você pode, inclusive, escolher um fundo pela alta rentabilidade e ele simplesmente fechar o próximo período no negativo.

Mas o que fazer então para garantir que a rentabilidade do dinheiro investido será, ao menos, razoável, e que teremos a segurança de não perder dinheiro no processo? Para Juliano Custodio, assessor financeiro do EuQueroInvestir.com, mais rentabilidade não significa necessariamente mais risco e o que precisamos é de conhecimento de mercado.

Rentabilidade acima da poupança

Quando se fala em renda fixa, a primeira coisa que vem à cabeça é poupança. Porém, existem produtos no mercado com a mesma segurança, mas uma rentabilidade maior.

Além disso, hoje não é mais somente a poupança que é isenta de Imposto de Renda, lembra afirma Pier Mattei, sócio da Monte Bravo Investimentos. “O mercado vem se sofisticando e já existem pelo menos outras cinco modalidades isentas. É importante que as pessoas estejam atentas a isso”, afirma.

Ainda que não sejam produtos que paguem muito mais, no final das contas, a diferença entre um investimento e outro pode ser fundamental para você atingir seus objetivos financeiros. “Poupança, CDB, LCI ou LC têm o mesmo risco. Isso porque a segurança desses produtos é a mesma. Essa segurança é dada pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para investimentos de até R$ 250 mil por pessoa e por banco. Porém, a poupança tem menor rentabilidade”, reitera Custodio.

O investidor também pode optar por comprar títulos do governo que são prefixados. Nesse caso, ele já sabe de antemão quanto vai receber ao final do prazo estipulado para vencimento desses títulos.

São investimentos com a mesma segurança da poupança e uma rentabilidade que pode chegar, em alguns casos, ao dobro da caderneta. O maior problema é a liquidez, já que o prazo para saque dentro da rentabilidade estipulada costuma ser bem maior.

Existem basicamente três tipos de títulos: os pós-fixados (ex.: LFT), que podem substituir a poupança, os prefixados (ex.: LTN), indicados para planejamento de compras a médio prazo, e os prefixados mais inflação (ex.: NTN-B). Segundo Custodio, eles são indicados para quem quer planejar uma aposentadoria ou trocar o seu plano de previdência.

Relação entre rentabilidade e risco

No mercado financeiro, existem opções para que o investidor tente conseguir uma rentabilidade maior. No entanto, quem vai atrás de ganhos deve estar disposto a correr riscos maiores também. Afinal, é possível que você, em vez de ganhar, perca dinheiro. Antes de mais nada, portanto, é preciso que o investidor conheça o seu perfil.

“Em um momento como este, aplicar em investimentos mais oscilantes como fundos multimercado ou ações só é recomendado para especialistas ou para quem quer arriscar uma fatia muito pequena de seu capital, como 5% ou 10%. Apesar dos preços estarem muito atrativos – imagine um imóvel pela metade do preço -, eles podem ficar ainda mais baratos e a recuperação pode levar muitos anos”, avalia Custodio.

Para Mattei, a principal recomendação está direcionada para títulos públicos, dada a menor volatilidade de seus ativos e o acompanhamento das taxas de juros, e para produtos de renda fixa, como LCI e LCA. “Também existem ótimas oportunidades para o investimento em debêntures como estratégia para maximizar o ganho real”, finaliza.

Que tal aproveitar essas dicas de investimentos para ter maior rentabilidade? Deixe um comentário.

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
investir em imóvel na planta vale a pena
vale a pena investir na decoração de uma casa para alugar
vale a pena ter seguro de vida
dinheiro poupança pode ser penhorado
como lidar com a avareza