Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja dicas para aumentar o limite do cartão de crédito

A- A+

Quer aumentar o limite do cartão de crédito e não sabe como? É possível adotar diversas medidas para favorecer uma avaliação positiva do banco. Abaixo você vai descobrir quais são elas.

3 dicas para pedir a ampliação do limite

  1. Comprove sua renda

O limite total de crédito é definido com base na sua capacidade de pagamento, que é definida por sua fonte de renda, seus imóveis, entre outros. Em geral, esse limite não ultrapassa 70% da renda bruta, mas pode, sim, ser muito maior do que isso. Então, se você quer quer aumentá-lo, deve informar à operadora ou ao banco todas as suas fontes de renda. Assim, a operadora entenderá que você pode arcar com despesas maiores.

Em alguns casos, o que acontece é que o correntista não atualiza seus comprovantes de renda e acaba mantendo um limite que não condiz com a sua capacidade de pagamento. Basta então entrar em contato com seu gerente e atualizar sua documentação, para que ele solicite o aumento.

  1. Nunca pague apenas o mínimo da fatura

Quem quer aumentar o limite precisa provar que pode arcar com todas as novas despesas que virão com o aumento do crédito. Portanto, se você paga o total da fatura em dia, tem maior probabilidade de conseguir a elevação do limite.

  1. Controle suas finanças

Por mais que você mantenha a fatura do cartão de crédito sempre em dia, qualquer atraso em outros cartões ou qualquer dívida pendente será investigada pela operadora na hora de rever seu limite. Portanto, ela só vai aumentar se verificar que você tem uma vida financeira saudável.

Dica para organização pessoal: tente manter o valor da fatura em até 30% de sua renda líquida.

limite

Capacidade de pagamento define o limite do cartão de crédito Foto: iStock, Getty Images

Como o limite do cartão é calculado

É a renda pessoal que define quanto a operadora de crédito vai liberar de limite no seu cartão. Quando for requerer o aumento do limite, leve todos os documentos que comprovem seus rendimentos, de pessoa física e pessoa jurídica – se houver.

O limite é calculado em cima da capacidade de pagamento. Em geral, começa levando em conta apenas 30% da sua renda pessoal, mas pode chegar a mais de 100%. É importante lembrar ainda que o limite não corresponde à parcela, mas ao total da compra. Portanto, se o seu limite é de R$ 3 mil e você comprou uma TV de R$ 2,5 mil, ainda que parcelado, está usando R$ 2,5 mil do valor total.

O cartão de crédito, usado com responsabilidade, apresenta vantagens para parcelamentos, especialmente se for possível dividir o valor sem juros. Para José Vignoli, economista do SPC, o cartão de crédito é uma ferramenta segura e rápida para compras imediatas, mesmo que o dinheiro não esteja disponível na conta no momento de aquisição. “No entanto, é preciso ter cuidado com o limite para não perder o controle financeiro”, diz.

Nos casos em que for necessário usar o crédito rotativo, você pode avaliar se os juros do cartão de crédito são os mais vantajosos no momento comparando as taxas cobradas. Em toda operação de empréstimo, você tem direito de solicitar o Custo Efetivo Total (CET), a soma de taxa de juros, tarifas, tributos, seguros e outras despesas cobradas. Comparando o CET anual de cada modalidade disponível, você tem condição de fazer uma escolha mais consciente.

Benefícios dos Cartões de Crédito Vivo

Uma das opções para quem busca mais benefícios é usar os Cartões de Crédito Vivo. Os cartões de crédito Vivo Santander e Vivo Itaucard 2.0 oferecem vantagens para os usuários, como bônus na recarga de celular, pontos no Vivo Valoriza , descontos nos ingressos de cinema e parcelamento em até 12 vezes sem juros nas Lojas Vivo.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou das dicas para aumentar seu limite do cartão de crédito? Comente!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Casal melhora as finanças pessoais
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
Unrecognizable buying organic rice in store, blank label