Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja dicas e cuidados na compra de um caminhão usado

A- A+

Conforme relatório do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a frota de caminhões no Brasil, em 2014, era de mais de 2,5 milhões, o que representa quase 3% da totalidade dos veículos no país. Se você está pensando em comprar o seu em 2015, confira algumas dicas e cuidados na hora de escolher um caminhão usado.

10 dicas para comprar um caminhão usado

Segundo a revista anual da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a comercialização de caminhões foi de 2,5 usados para cada um novo em 2014.

seudinheiro-caminhao-usado

Parte interna do caminhão deve ser muito bem analisada antes da compra. Foto: iStock, by Getty Images

Você vai se interessar por:
Como consultar a tabela Fipe caminhões? Descubra
Entenda como funciona o financiamento do Procaminhoneiro

O editor-chefe do Blog do Caminhoneiro, Rafael Toporowicz, enumerou dez dicas para não errar na compra do seu caminhão usado.

  1. Saber qual tipo de caminhão é o ideal para o serviço que vai fazer. Não adianta comprar uma carreta para transportar cargas pequenas, ou um caminhão para transportar cargar muito grandes, se a demanda não for compatível.
  1. Depois de saber o tipo de caminhão, é preciso pesquisar. Ver em todas as revendas próximas, e até de outras cidades, falar com conhecidos e tentar achar a maior quantidade de caminhões que se enquadrem na busca.
  1. Conhecer o revendedor também é um ponto forte.
  1. É necessário listar e tentar descobrir as qualidades e defeitos de cada modelo, comparando modelos semelhantes em motorização e carroceria. Pode dar trabalho, mas é uma das maneiras de não se arrepender depois.
  1. Saber a procedência do caminhão, manutenções realizadas e possíveis acidentes que o veículo tenha sofrido. Alguma empresas reformam e revendem caminhões acidentados, que parecem muito bons, mas que com o uso acabam surgindo inúmeros problemas.
  1. Verifique se o revendedor oferece garantia por escrito e se dispõe de estrutura (oficina própria) para executar reparos.
  1. Veja se a documentação está de acordo. Com os papéis em dia o veículo já pode começar a trabalhar.
  1. Dê preferência aos caminhões com pintura original, tanto de cabine como do chassi. Verifique se o caminhão possui as plaquetas de identificação do chassi, do motor, da cabine e os selos d’água com o número do chassi.
  1. Depois de escolher o modelo, é bom dar uma volta com ele, até forçar um pouco o motor, pois como os motores são lavados pelas revendas, acabam ficando ocultos os vazamentos de fluídos e outros problemas.
  1. Leve o caminhão em uma oficina de confiança para que o mecânico dê uma olhada e  conceda o aval para compra.

Itens que merecem mais atenção

As condições dos pneus, lataria, chassi, motor e a parte interna do caminhão devem ser muito bem analisadas. Além disso, uma cabine com a tapeçaria e condições internas deterioradas demonstra uma falta de cuidado do motorista, uso em condições severas e manutenção defasada.

É importante, também, verificar o estado da suspensão. O desgaste excessivo nas molas e junções podem indicar falta de manutenção adequada. Os itens mecânicos devem ser observados como em qualquer veículo. Estado do motor e das válvulas, freio, embreagem e caixa de câmbio merecem uma atenção extra.

“O melhor mesmo é pesquisar sempre, conhecer os pontos fortes e fracos de cada modelo, descobrir os defeitos e vícios dos caminhões usados, e nunca deixar de perguntar para quem tem mais experiência no assunto. Comprar um caminhão é um grande investimento, e é preciso que esse investimento dê retorno o quanto antes”, resume Toporowicz.

Gostou das dicas de caminhão usado? Deixe seu comentário.

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
preço de imoveis começa a cair
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro