Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja como tirar título de eleitor e esteja apto a votar

A- A+

Votar é uma obrigação e um direito de todo cidadão, um ato que só é facultativo em alguns casos específicos, como aqueles relacionados à faixa etária. Por isso, antes que as próximas eleições cheguem, saiba como tirar título de eleitor e não deixe a expedição do documento para a última hora.

Quando tirar título de eleitor

Se você tem entre 18 e 70 anos, precisa saber como tirar título de eleitor, pois está na faixa obrigatória de votação. Todo brasileiro nato ou naturalizado e alfabetizado nessa faixa etária deve fazer o registro de eleitor.

O voto só é facultativo para analfabetos, pessoas entre 16 e 18 anos e maiores de 70 anos. Mas saber como tirar título de eleitor é importante também para os mais jovens. Afinal, se você tem 15 anos e vai completar 16 até o dia do 1º turno do próximo pleito, tem o direito de votar, embora não seja obrigatório.

O período de alistamento vai sempre até 151 dias antes das eleições e, quanto mais próximo do prazo final, maiores são as filas. Por isso, é sempre bom aproveitar os dias de calmaria para fazer o documento com tranquilidade.

É possível fazer o documento na hora nos cartórios em todo o Brasil.

Quem não fizer o primeiro título até completar 19 anos fica sujeito à multa. Foto: Marcelo Camargo/ABr

Como tirar título de eleitor pela internet

Você que não sabia como tirar título de eleitor vai se surpreender ao saber que, desde 2009, é possível fazer a solicitação pela internet. Não é possível imprimir o título nem receber em casa, mas você pode retirá-lo no cartório eleitoral escolhido depois que a solicitação é feita de forma online.

O sistema é o Título Net que funciona dentro do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Depois de iniciado o atendimento, é preciso comparecer ao cartório para comprovar os dados cadastrais, além de retirar o documento. É possível fazer o documento na hora nos cartórios em todo o Brasil.

Os documentos necessários são: carteira de identidade, ou carteiras profissionais, ou carteira de trabalho, ou certidão de nascimento/casamento, e comprovante de residência. Não são aceitos a Carteira Nacional de Habilitação, que não traz a nacionalidade/naturalidade, nem o novo passaporte, porque ele não traz a filiação.

Também é necessário, no caso de maiores de 18 anos do sexo masculino, certificado de quitação do serviço militar obrigatório ou de prestação do serviço alternativo. Não há taxa a pagar.

Quem não tiver feito o primeiro título até completar 19 anos, salvo os casos isentos, paga uma multa no valor de R$ 3,51.

Alguns dados sobre os eleitores no Brasil

Nas eleições de 2014, de acordo com o TSE, 479.996 eleitores tinham 16 anos e 1.158.473 tinham 17 anos, além de 7.016.054 votantes terem de 70 a 79 anos e 3.802.927 mais de 79 anos, ou seja, 12.457.450 integrantes da faixa de idade facultativa.

Em relação a 2012, as faixas de 70 a 79 anos e acima de 79 anos cresceram. Já no caso da faixa de 16 e 17 anos houve queda.

O eleitorado brasileiro é mais de 50% feminino, o que vem sendo registrado desde 2008. Em 2014 foram 52,11% de mulheres e 47,80% de homens.

Você vai se interessar por:

Saiba como fazer a segunda via da carteira de trabalho

Saiba quando e como alterar o seu cadastro do CPF

Saiba como tirar passaporte e viaje tranquilo

Documento protegido

Se você gosta de estar com a documentação em dia, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nas bases de dados da Serasa e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Aprendeu como tirar título de eleitor? Compartilhe!

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças