Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja como fugir de erros comuns nos investimentos

A- A+

Entre investimentos de renda fixa e variável, o que não falta no mercado financeiro são opções de investimentos para quem deseja ver o seu dinheiro render lucros. Com tantas alternativas e a ansiedade por obter resultados, não é difícil identificar erros comuns.

Eles aparecem na hora de definir como as aplicações vão acontecer, quais delas são as mais indicadas e mesmo o tempo que precisam para chegar aos objetivos definidos. Aliás, esse é um dos primeiros problemas encontrados: a falta de metas. Sem saber o que pretende alcançar e dentro de qual prazo, não há parâmetros para guiar as decisões.

Erros comuns no universo dos investimentos

1. Desconhecimento do perfil como investidor

Mas nem só a falta de objetivos específicos aparece como dificuldade quando o assunto são os investimentos. É frequente, inclusive, que ele surja como uma consequência do que é, para o fundador do General Investidor, Bruno Papi, um dos problemas mais recorrentes nas aplicações: a falta de conhecimento do seu perfil. Afinal, cada pessoa possui um modo de se posicionar, aceita um risco que vai até certo limite e está em busca de um retorno específico.
“Sei que existem muitas escolhas e elas são difíceis de serem tomadas, parece mais fácil seguir a indicação de alguém que sabe mais, só que aquela pessoa já passou pelo estágio onde você está hoje e pode atropelar alguns passos que você deveria tomar no começo da sua caminhada”, explica ainda.
2. Falta de informações sobre o mercado
Embora existam diversas modalidades de investimento que funcionem de maneira simples, é preciso entender que o mercado financeiro depende de uma série de variáveis, que vão influenciar diretamente os resultados obtidos. Para aqueles que desejam aplicar na Bolsa de Valores, por exemplo, o risco é constante e exige conhecimento.
Ou seja, o ideal é começar com opções que, mesmo oferecendo rendimento menor, também sejam mais seguranças e permitam compreender os movimentos das taxas de juros. Quando a Selic está em alta, as aplicações são diferentes do momento em que ela opera mais baixa – e esse é apenas um dos fatores envolvidos.
A falta de estudo sobre o mercado financeiro está entre os erros comuns cometidos pelos investidores. Foto: iStock, Getty Images

A falta de estudo sobre o mercado financeiro está entre os erros comuns cometidos pelos investidores. Foto: iStock, Getty Images

3. Pressa para obter resultados
Principalmente quando se trata da Bolsa de Valores, é comum que o investidor iniciante crie o imaginário de que bastam alguns meses para que o dinheiro se multiplique e você se torne rico. Para os apressados, a notícia não é das melhores: a maioria das aplicações funciona de maneira mais eficiente quando considerada a longo prazo.
4. Desconsiderar os tributos
Nem tudo é lucro quando falamos de investimentos e, além de eventuais perdas por conta das oscilações de mercado, é bem provável que você precise pagar impostos. Em alguns casos eles incidem sobre o montante, em outros apenas sobre o lucros. Antes de aplicar, a dica conhecer as características da modalidade. De acordo com o seus interesses, é possível até mesmo encontrar alternativas que oferecem deduções ou isenção.

Cartões de crédito com benefícios

Se você gosta de comprar com praticidade e movimentar o seu dinheiro com segurança, é bom conhecer os Cartões de Crédito Vivo. Com o Vivo Santander e Vivo Itaucard 2.0 você tem diversas vantagens, como alerta SMS, bônus na recarga de celular, pontos no Vivo Valoriza, descontos nos ingressos de cinema e parcelamento em até 12 x sem juros nas Lojas Vivo.
> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou das dicas para evitar erros comuns ao aplicar o seu dinheiro? Compartilhe!

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito