Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja como fazer bons investimentos aos 30 anos

A- A+

Você chegou aos 30 anos de idade, tem uma carreira estabilizada, um bom salário, mas não se dá por satisfeito e quer ver o seu dinheiro render. Ao pensar assim, age de forma correta, pois descobrir como fazer bons investimentos pode garantir uma aposentadoria tranquila. E é importante pensar nela desde cedo.

Homem de sucesso sabe como fazer bons investimentos

Ao conhecer o seu perfil de investidor, fica mais fácil encontrar a aplicação adequada. Foto: Shutterstock

Como fazer bons investimentos

Vamos começar? São vários os caminhos possíveis para a montagem de uma boa carteira de investimentos. Pare por alguns minutos para fazer cálculos e projeções e responda às questões abaixo:

  • Quanto sobra de dinheiro para aplicar hoje?
  • Qual seria a idade da sua aposentadoria?
  • Qual é a sua renda futura necessária para cobrir o padrão de vida desejado?
  • Qual valor futuro deseja acumular (considere a inflação nessa projeção)?
  • Qual é o seu perfil de investidor (conservador, moderado ou arrojado)?

Aplicações para cada perfil

Atualmente, com a taxa de juros em alta, você pode obter excelentes rendimentos reais sem risco. Para Denys Wiese, diretor comercial do portal EuQueroInvestir.com e assessor de investimentos, as aplicações mais adequadas atualmente para longo prazo são aquelas garantidas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Entre elas, destacam-se:

– Certificados de Depósito Bancário (CDB)

– Letras de Crédito Imobiliário (LCI)

– Letras de Crédito do Agronegócio (LCA)

– Letras de Câmbio (LC).

Conservadores costumam aprovar essas opções. Para quem não tem capital acumulado, mas deseja poupar uma boa quantia a cada 30 dias, o ideal seria procurar bons fundos de investimentos ou títulos do tesouro, sugere Wiese.

Ele complementa que o investimento em ações e fundos imobiliários não deve ser descartado, mas alerta que somente quem tem o perfil mais agressivo deve se aventurar nessas modalidades.

Também há como aumentar os pesos nos ativos de renda variável. Sendo mais moderado, inclua as debêntures e os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e Agrícola (CRA), indica o diretor.

Planejando a aposentadoria

Celson Afonso Monteiro Pudwell, especialista em investimentos, aconselha os títulos indexados ao IPCA, com prazos longos (2020, 2024 e 2035). “Além desses, é necessário ter uma reserva de contingência para eventuais emergências de curto prazo”, orienta.

Para essa reserva, Pudwell indica a compra de títulos públicos indexados pela Taxa Selic e também CDBs, dependendo do valor a ser aplicado e da taxa a ser negociada com cada banco.

De tempos em tempos, uma boa carteira de investimentos deve ser reavaliada. É justamente quando você poderá trocar papéis que venceram por outros mais adequados aos cenários da época.

Você vai se interessar por:

Passo a passo para iniciar

  1. Verifique os produtos existentes
  2. Trace um pré-plano de investimentos
  3. Procure uma corretora e um profissional que o auxilie. Se você se sentir seguro, pode fazer e executar o plano sozinho, mas uma ajudinha de especialistas sempre vem bem
  4. Selecione os ativos e faça as compras. São muitas opções. O mais adequado é você não arriscar mais do que seu perfil permite.

 

Aprendeu como fazer bons investimentos financeiros? Compartilhe essas dicas!

O controle financeiro pessoal e o futebol
como montar uma padaria
Ela aposta na longevidade saudável
Conversando sobre direitos do consumidor do plano de saúde
Pacientes com mais de 60 anos têm direito a acompanhante em caso de internação. Foto: iStock, Getty Images
Passo a passo para planejar financeiramente a gravidez