Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja como encontrar linhas de financiamento de construção

A- A+

O sonho de ter um imóvel próprio costuma estar na lista de desejos da maioria dos brasileiros, mas os valores envolvidos costumam dificultar a sua realização. Não é à toa que o financiamento de construção é recurso utilizado com frequência para viabilizar o pagamento da casa própria.

Linhas de crédito do financiamento de construção

Para quem deseja obter crédito imobiliário para financiamento de construção, são duas as principais linhas disponíveis: o Sistema Financeiro da Habitação (SFH) e o Sistema Hipotecário (SH). O economista Wagner Schuster, sócio-diretor da B&W Consultoria, explica que o primeiro é destinado para a compra e construção de imóveis residenciais, sejam eles novos os usados.

Mas há um limite estipulado para contar com essa opção. O imóvel deve ter valor máximo de R$ 750 mil para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerias e para o Distrito Federal. No restante do país, esse total diminui para R$ 650 mil.

O Sistema Hipotecário, de outro modo, é voltado aos imóveis que custem mais do que os valores permitidos no SFH, e inclui ainda peças comerciais, aquisição isolada de terrenos e também pode ser utilizado por quem deseja iniciar uma reforma.

O financiamento de construção ajuda você a conseguir o valor necessário para comprar a sua casa. Foto: iStock, Getty Images

O financiamento de construção ajuda você a conseguir o valor necessário para comprar a sua casa. Foto: iStock, Getty Images

Cuidados com o financiamento de construção

As taxas de juros praticidades nessas linhas de crédito costumam ser menores, em virtude da origem dos recursos ser a caderneta de poupança, destaca Schuster. Mas nem por isso o financiamento de construção deve ser contratado sem que sejam tomados alguns cuidados.

Desde o início, deve existir um planejamento a longo prazo, capaz de dimensionar o impacto da dívida no seu orçamento e também no padrão de vida. Afinal, como lembra a educadora, terapeuta e assessora financeira da REORG Gestão Financeira, Ana Paula Pavanatti, construir vai muito além de tijolos e cimento.

“Tem que lembrar da mão de obra, dos impostos e taxas para construir e materiais, incluindo o acabamento, que é a parte mais cara da obra”, lembra Ana Paula. Ela considera ainda que, sempre que possível, o ideal é juntar o dinheiro necessário para realizar a construção. Quando houver a necessidade de solicitar um empréstimo, os principais cuidado são estudar o valor final a ser pago e comparar as taxas de juros em diferentes instituições.

Assistência é alternativa para vidraceiro e outros serviços

Comprou ou construiu a casa dos seus sonhos? Agora é hora de garantir mais segurança em relação aos imprevistos. Caso você não tenha uma reserva financeira para emergências, uma boa alternativa é fazer seguro do local. Desta forma, urgências podem ser resolvidas de forma rápida e com garantia.

É o caso do Vivo Multiassistência, que oferece serviços de profissionais especializados e de confiança para consertos e reparos emergenciais ou serviços de manutenção em residência. Problemas hidráulicos e elétricos, vidraceiros e chaveiros estão entre os trabalhos oferecidos pela assistência residencial.

> Vivo Multiassistência: Garanta eletricista, vidraceiro e conserto de eletrodomésticos para casa

Você também está em dúvida sobre o financiamento de construção? Compartilhe!

investir em imóvel na planta vale a pena
quanto custa um seguro de vida
não consigo pegar empréstimo
viagens econômicas pela Europa
como lidar com a avareza
cooperativa habitacional