Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja 6 dicas para controlar os gastos pessoais

A- A+

Para muita gente, segurar o dinheiro na conta bancária não é tarefa fácil. Controlar os gastos pessoais pode parecer até mesmo coisa de outro planeta. Mas a tecnologia está aí para ajudar. Na Inglaterra, já inventaram até uma pulseira que dá choque quando o usuário está gastando demais.

Pulseira para controlar os gastos pessoais

Com choque “perceptível”, pulseira Pavlok é arma tecnológica contra os gastos. Foto: Divulgação

A Pavlok, lançada em maio pela empresa Intelligent Environments, é uma plataforma ligada a uma conta bancária ou cartão de crédito. Assim, o usuário define um limite mínimo que deve ficar na conta. Quando está próximo, recebe uma mensagem de texto.

Se o alerta não for suficiente e, mesmo assim, o consumidor ultrapassar o limite de gastos, leva um choque de 225 volts. Embora a empresa classifique a descarga elétrica como “perceptível”, garante que se trata de um produto seguro.

Tentando controlar os gastos pessoais

Diagnóstico financeiro é etapa importante na busca por controle dos gastos. Foto: iStock, Getty Images

Como controlar os gastos pessoais

Mas se você tem dificuldade em controlar os gastos pessoais, pode apelar para outros métodos, sem precisar levar choque, não é mesmo? Se quer gerenciar melhor as finanças pessoais, veja nas dicas abaixo quais são os passos principais nesse processo.

1. Registre ganhos e gastos

Se você anda em busca de um método menos radical, o jeito é partir para a forma mais tradicional, que envolve uma mudança de hábitos. A começar pelos registros mensais. Coloque em uma planilha o seu rendimento líquido (já com os descontos) e os seus gastos fixos e variáveis.

2. Faça seu diagnóstico financeiro

Por meio dos registros, você pode ver onde está o seu ralo financeiro, ou seja, o que está consumindo parte dos seus rendimentos e que pode ser enxugado. Muitas vezes, nem percebemos a quantidade de gastos supérfluos que temos até visualizá-los em uma planilha.

3. Corte gastos

Atingir o equilíbrio financeiro implica em tomar decisões. E a principal delas é reavaliar seu padrão de vida e cortar gastos. Assinaturas de jornais e revistas, pacote completo da TV a cabo, itens desnecessários do supermercado e lazer sem restrição geralmente são os primeiros cortes.

4. Cozinhe em casa

Outra despesa que pesa no orçamento é comer fora diariamente. Experimente cozinhar em casa, nem que seja algumas vezes por semana. Você vai sentir a diferença no bolso e, quem sabe, no paladar.

5. Renegocie dívidas

Se você tem dívidas, procure os credores para renegociá-las. Depois de fazer todos os cortes possíveis, certamente haverá uma sobra de dinheiro para colocar as contas em dia.

6. Faça uma reserva

O grande segredo do controle orçamentário está na reserva financeira. É fundamental ter uma sobra que possa ser utilizada em caso de emergência, como um encanamento quebrado. Pessoas que vivem com o dinheiro contado estão sempre na mira do endividamento.

Você vai se interessar por:

Seu nome protegido

Se você convive com dívidas, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Entre as suas funções, está o envio de um SMS ao cliente toda vez que ocorrer uma alteração no status do seu nome nas bases de dados da Serasa Experian, toda vez que uma empresa consultar o nome do cliente nessa base de dados e ainda quando o seu nome estiver prestes a ser negativado.

Além disso, o cliente recebe exclusivas dicas antifraude e pode visualizar o relatório completo sobre o seu CPF.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Gostou das dicas para controlar os gastos pessoais? Compartilhe!

Dicas para quem pensa em vender bens para pagar dívidas
seudinheiro-Compras-de-supermercado
sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado