Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Veja 3 coisas que você não deve fazer caso perca o emprego

A- A+

Os cenários político e econômico brasileiro cercam de incertezas o mercado de trabalho. A taxa de desemprego no país fechou em 7,4% nos no trimestre de dezembro de 2014 a fevereiro de 2015, o maior índice desde o período entre março e maio de 2013. No mesmo trimestre do ano anterior, a desocupação havia ficado em 6,8%. Por isso, todo cuidado é pouco para não cometer erros na tentativa de recuperar espaço caso você perca o emprego.

Os dados foram divulgados no começo de abril pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dentro da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua. De acordo com o instituto, 7,4 milhões de pessoas estão sem emprego no país. No trimestre anterior, os desempregados eram 6,5 milhões.

Concorrência aumenta com desemprego aumentando. Foto: iStock, by Getty Images

Concorrência aumenta com desemprego aumentando. Foto: iStock, by Getty Images

Nesse contexto, quem está fora do mercado de trabalho tem muitos concorrentes na disputa por uma recolocação profissional. Por isso, quem perde o emprego precisa redobrar atenção com comportamentos que podem ser prejudiciais. Com mais profissionais à disposição, cada detalhe pode ser decisivo no processo seletivo.

Veja o que evitar caso você perca o emprego

A partir das dicas do consultor de carreira Rafael Souto, CEO da Produtive, para quem está no processo de transição no mercado de trabalho, destacamos três coisas que você não deve fazer caso perca o emprego:

  1. Falar mal do último emprego

Manifestar em uma rede social ou, pior, deixar transparecer em uma entrevista para um novo trabalho algum tipo de mágoa com relação ao antigo emprego pode dar a entender que você ainda não superou o desligamento e não está preparado para um novo desafio.

Pode dar a impressão, também, de que você não é ético. O potencial empregador pode imaginar que você fará o mesmo com a nova empresa, caso perca o emprego futuramente.

  1. Aceitar qualquer trabalho

Mandar currículos para todo tipo de vaga ou se cadastrar em todos os sites de oferta de emprego, para cargos variados, são comportamentos que transparecem ao mercado que você está desesperado. “Atirar para todos os lados” é um dos erros mais comuns de quem perde o emprego, segundo o consultor. O melhor é estabelecer uma estratégia, com foco em atividades próximas à sua área de atuação.

  1. Ficar esperando uma proposta

Caso você perca o emprego, não pode transferir para o mercado a responsabilidade de conseguir um novo trabalho. Será essencial acionar seus contatos, o famoso networking, e ampliar essa rede.

Falando em rede, Souto reitera a importância de dar uma atenção especial a seus perfis em redes sociais: tenha cuidado com postagens e fotos comprometedoras, que possam passar uma imagem negativa a seu respeito. Os entrevistadores estão de olho também nesses espaços, não só no seu currículo.

Não fique sem crédito no celular

Nessa hora em que você precisa manter os contatos em dia e não pode ficar sem crédito no celular, mas perdeu a renda fixa, o seguro Vivo Recarga Garantida pode ser de boa ajuda. Por apenas R$ 4,99 você conta com uma cobertura exclusiva que garante sua recarga para falar à vontade caso perca o emprego ou fique impossibilitado de trabalhar por conta de uma doença ou acidente. E ainda concorre a sorteios de R$ 1,5 mil por dia.

> Vivo Conta Garantida: Assegure 3 meses de conta paga de celular em caso de desemprego

Este artigo lhe fez lembrar de alguém? Compartilhe!

vale a pena pedir demissão
trabalho temporario no canadá
trabalho temporario nos EUA para brasileiros em 2016
profissões inusitadas e alternativas
fantasma do desemprego
depressão no desemprego