Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Valor do estacionamento deve entrar nos gastos do carro

A- A+

Na hora de comprar um carro, gastos com IPVA, gasolina e manutenção estão entre os que mais prendem a atenção do consumidor, mas eles não são os únicos que precisam ser avaliados. O estacionamento, por exemplo, pode consumir um valor considerável da renda na soma total do mês. Principalmente para quem mora em cidades de grande porte, essa é uma realidade.

Estacionamento é gasto a se considerar

Você já parou para pensar em quanto já gastou com o seu carro ao deixá-lo em um estacionamento pago? Seja para um passeio no shopping ou uma ida rápida ao centro, a probabilidade de encontrar uma vaga na rua é pequena. Em geral, os espaços disponíveis pertencem à chamada zona azul, em que estacionar implica no pagamento de uma taxa, de acordo com o tempo de permanência.

Alguns estabelecimentos, como os supermercados, costumam conceder ao cliente um tempo bônus, em que o estacionamento não é cobrado. Mas fique atento, pois o período costuma ser curto. Outra opção é isentar o consumidor do pagamento, de acordo com o valor gasto em produtos.

Por isso, antes de sair de casa com o seu carro, avalie o tempo que irá permanecer fora e se há a necessidade de somar mais esse gasto. Outra possibilidade são as garagens particulares, cada vez mais comuns. Sua principal vantagem é a segurança, mas os custos costumam ser altos, principalmente para quem precisa fazer o aluguel mensal.

Se você já faz o acompanhamento da sua renda, lembre-se de incluir um item extra para o estacionamento. Ao descobrir o custo total ao longo de um mês, é mais fácil dimensionar que medidas podem ser adotadas para encaixar esse valor no orçamento ou, do contrário, diminui-lo. Para quem  ainda não possui o planejamento financeiro como rotina, esse pode ser o momento ideal para começar.

Estacionamento

Principal vantagem do estacionamento pago é a segurança. Foto: iStock, Getty Images

Custos para usar o estacionamento

De acordo com pesquisa realizada no ano passado pela consultoria Colliers,  a mensalidade para estacionar o carro na capital paulista baixou 0,37% em 2014. Mas, mesmo com a queda, os valores ainda são altos: cerca de R$ 324,56 por mês. Quando considerada a diária, o custo é de R$ 34,27.

Não é à toa que levantamento feito entre novembro e dezembro de 2012, pela Associação Brasileira de Estacionamentos (Abrapark), coloca São Paulo como a capital brasileira com a maior taxa cobrada na primeira hora de estacionamento. Confira a lista:

– São Paulo: R$25

– Rio de Janeiro: R$20

– Porto Alegre: R$17

– Curitiba: R$11

– Belo Horizonte: R$8

– Goiânia: R$7

– Brasília: R$4

– Florianópolis: R$6

– Fortaleza, Natal, Maceio e Aracaju: R$3

Assistência em emergências

Para economizar nos gastos com o carro, é bom também estar preparado para imprevistos. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta socorro mecânico em emergências

Gostou das dicas sobre estacionamento? Comente!

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
preço de imoveis começa a cair
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro