Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Valor do aluguel alto demais? Renegociação pode resolver

A- A+

Se você está pensando em mudar de endereço em função do aumento do valor do aluguel, não se precipite. Nos contratos que são realizados direto entre inquilino e proprietário, sempre há chance de renegociação.

Sobretudo nos dias de hoje, quando muitas famílias estão perdendo poder aquisitivo, é comum que os valores acordados tornem-se pesados. Também em função disso, os preços dos aluguéis vêm caindo. Conforme o Índice Fipe Zap, a queda foi de 12,66% em 2015, o que aumenta a margem de negociação.

Jovem casal quer novo valor do aluguel

Se gosta de onde mora, antes de pensar em se mudar, renegocie o valor do aluguel. Foto: iStock, Getty Images

Como renegociar o valor do aluguel

Quer baixar o valor do aluguel que paga atualmente? Veja quatro dicas importantes para ter sucesso nessa tentativa.

Esteja munido de informações

É importante que você tenha informações oficiais sobre os valores dos aluguéis na sua cidade ou região. Nesse caso, as estatísticas são muito válidas. Também é fundamental buscar dados extraoficiais no seu bairro. Saber os valores dos aluguéis nos prédios semelhantes ao seu é essencial para ter uma base.

Mostre-se um bom pagador

Para ter uma conversa produtiva com o locador, é essencial que você seja “ficha limpa”. Em outras palavras, deve ter um histórico de bom pagador. Mas não é só isso. A forma como conserva o imóvel conta muitos pontos a seu favor. Nesse quesito, vale a pena levar fotos para comprovar.

É interessante também conseguir se colocar no lugar do locador. Se você é bom inquilino, é provável que ele prefira que você continue no imóvel, mesmo pagando um pouco menos. Mas você precisa dar bons motivos para isso.

Capriche na argumentação

A conversa deve ser amigável. Explique os seus reais motivos, como o aumento dos preços da cesta básica, do custo dos serviços essenciais (como água, energia elétrica e gás) e, se for o caso, de desemprego. Lembre-se que nada é definitivo e, mais tarde, os valores podem ser reajustados.

Demonstrar tato é muito importante em uma conversa desse tipo. Utilizar qualquer tipo de chantagem emocional nunca cai bem. Também não é interessante dar a conversa por definitiva – do tipo “se não baixar o valor, vou mudar de endereço”. Negocie com os pés no chão e não pense em sair do imóvel sem ter outro em vista.

Tenha um plano B

Assim como tudo na vida, a locação de imóvel também exige um plano B. Caso não consiga negociar um valor mais acessível no local onde está, avalie outras possibilidades nas imediações onde mora.

Afinal, mudar para um local muito distante somente em função de preço pode acarretar outros problemas, como aumento nos valores de transporte e maior demanda, má localização e ausência de infraestrutura. Pense em tudo isso antes de uma mudança.

Você vai se interessar por:

O que diz a lei

O contrato direto com proprietário não se enquadra no Código de Defesa do Consumidor (CDC). Segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), o aluguel somente se caracteriza como relação de consumo se for acertado por intermédio de uma imobiliária.

Nessa hipótese, tanto o locador quanto o locatário são consumidores, e a imobiliária é a fornecedora. Não é o caso de um particular que aluga um imóvel diretamente de outro. Em tal hipótese, para negociar o valor do aluguel, aplicam-se as regras específicas da Lei de Locação, e não o CDC.

 

Gostou das dicas para renegociar o valor do aluguel? Deixe seu comentário!

metas de curto médio e longo prazo
quando vale a pena comprar título de capitalização
como conseguir desconto na compra de livros
exemplos de produtos supérfluos
como pechinchar na internet
como conseguir desconto em faculdade particular