Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Vale a pena fazer Fies? Conheça o financiamento e avalie

A- A+

Há muito tempo que o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um dos recursos mais procurados pelos universitários como crédito educativo. Mas será que sempre vale a pena fazer Fies? Tudo depende da situação do estudante. Conhecer a sua é o primeiro passo para avaliar.

Avalie se vale a pena fazer Fies

Conforme Samanta Reichert, gerente de Atendimento Financeiro e Financiamento Estudantil da Universidade Feevale-RS, vale a pena fazer Fies quando o aluno quer se formar no tempo exato do curso, fazendo matrícula em todas as disciplinas.

Isso vale, claro, para aqueles que não têm condições de pagar a mensalidade integral. “O financiamento é mais indicado para pessoas com renda familiar de até dois salários mínimos e meio per capita”, avalia Samanta.

Aluno avalia se vale a pena fazer Fies

Para alunos que se matriculam em poucos créditos, Fies pode não ser boa opção. Foto: iStock, Getty Images

Alguns estudantes têm benefícios adicionais. É o caso dos matriculados nas licenciaturas, que não precisam apresentar fiador. Mas há casos em que não vale a pena fazer Fies, como os alunos que se matriculam em poucos créditos.

Samanta considera, no entanto, que esse ainda é melhor sistema de financiamento. “Existem alternativas, porém nenhuma com taxas menores. A do Fies é a mais baixa, além de possuir carência e prazo de pagamento maiores”, avalia.

Fies tem novas regras

O Fies é um crédito educativo vinculado ao Ministério da Educação, destinado a financiar cursos de graduação em instituições de ensino particulares. Em 2010, o programa passou por mudanças, como o estabelecimento de uma taxa de juros de 3,4% ao ano e o aumento do período de carência para 18 meses.

Além disso, a amortização foi estendida para três vezes o período de duração do curso, mais 12 meses. Outra mudança importante foi em relação ao percentual de financiamento, que passou para até 100% do valor. Para os contratos firmados a partir de 2015, a taxa de juros subiu para 6,5%, com o objetivo de se adequar ao novo cenário econômico.

Quem pode fazer a inscrição?

Candidatos pré-selecionados pelo Fundo de Financiamento Estudantil devem frequentar cursos presenciais. Entretanto, esses cursos devem ter avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação (Sinaes), além de atender outras exigências.

Algumas situações podem impedir os alunos de efetuar sua inscrição no Fies. É o caso dos que não foram pré-selecionados pelo programa, dos que estão com a matrícula trancada no momento da inscrição, dos que já foram beneficiados anteriormente (exceto quando o agente operador do fundo comprovar o não usufruto e encerramento antecipado do contrato).

Também ficam impedidos os alunos que estiverem inadimplentes com o Programa de Crédito Educativo (PCE/Creduc), que já tenham concluído o curso superior, os bolsistas integrais do Prouni ou que tenha participado do Enem a partir de 2010, com média inferior a 450.

Você vai se interessar por:

Conheça o Vivo Zuum

Se você quer pagar as contas de uma forma prática e dentro do seu limite financeiro, o Vivo Zuum é uma excelente opção. Trata-se de uma conta corrente inteiramente gerenciável por celular, que permite o pagamento de boletos, transferências e recargas de celular. Se preferir adquirir o Cartão Vivo Zuum, você ainda pode fazer saques e compras no débito.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

E para você, vale a pena fazer Fies? Comente!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria