Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Vai comprar ou alugar? Saiba os principais cuidados com anúncios das imobiliárias

A- A+

Quer aproveitar a queda do preço médio do metro quadrado, 4,45% nos seis primeiros meses do ano, segundo o Índice FipeZap, e receber as chaves do imóvel novo? No entanto, é preciso tomar alguns cuidados com anúncios de imobiliárias. Além disso, é fundamental  prestar atenção em alguns termos comumente confundidos pelos moradores. Para você não ser pego de surpresa na hora de comprar ou alugar um apartamento, confira algumas dicas.

seudinheiro-Imobiliarias

É sempre recomendado fazer a visita pessoalmente no imóvel. Foto: iStock, by Getty Images

Você vai se interessar por:
Manter o aluguel ou comprar um imóvel: saiba como decidir
Casa alugada: saiba quando esse tipo de moradia vale a pena
Vale a pena investir no mercado imobiliário?

5 cuidados para tomar com anúncios das imobiliárias

  • Certifique-se que o corretor ou a imobiliária escolhida possuem o registro no Conselho Regional dos Corretores de Imóvel (Creci) do seu Estado.
  • Desconfie se o preço ofertado estiver muito abaixo da média. Verifique se as informações fornecidas no anúncio tem o mesmo padrão e valores semelhantes aos de outros imóveis da região.
  • As corretoras cobram a Serviço de Assessoria Técnica Imobiliária (SATI), para quem adquire imóveis novos. Essa taxa é considerada ilegal por especialistas em direito imobiliário, porque fere o Código de Defesa do Consumidor e até o Código de Ética da Organização dos Advogados do Brasil (OAB). A obrigação de pagar pela assessoria imobiliária é do próprio contratante, e não do novo proprietário do imóvel.
  • Ao olhar um anúncio de imóvel, considere que as fotos nem sempre correspondem a realidade. Por isso, é sempre recomendado fazer a visita pessoalmente. Em imagens de apartamento mobiliado, tente imaginá-lo sem móveis, e certifique-se que eles não escondem nenhum problema.
  • Depois do primeiro contato, peça a certidão de ônus reais atualizada e a matrícula do Registro Geral de Imóveis.

Áreas de construção

Não raras vezes, você se depara com termos que lhe confundem na hora da escolha do imóvel? Sabia que as paredes dos apartamentos fazem parte da conta da área privativa? Em alguns contratos, às vezes está descrita a área útil e outras vezes a área total. Conforme o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), o  espaço ocupado pelas paredes representa, em média, de 10% a 12% da área total.

Confira as diferenças das áreas:

Área Privativa

É a área do imóvel de uso exclusivo de seu proprietário. Agrega tudo o que é privativo ao apartamento no edifício, incluindo vagas de garagem e cômodos de despejo. É delimitada pela superfície externa das paredes.

Área Comum

Espaços que podem ser utilizados por todos os moradores de um condomínio, tais como salão de festas, piscina, playground, portaria e áreas de circulação, entre outros.

Área Total

É a soma da área privativa da unidade autônoma com a área comum de divisão proporcional entre os condôminos.

Área Útil

Também conhecida como a área da vassoura, é o espaço dos compartimentos da unidade, descontadas as áreas das paredes e pilares.

Assistência para a sua casa

Agora que você já está mais atento a alguns anúncios de imobiliárias, o que acha de continuar no caminho da prevenção? Com Vivo Assistência Casa e Auto você conta com serviços de eletricista e encanador para seu imóvel novo. Além disso, possua socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar. Tudo isso por apenas R$ 5,90 por mês. Envie um SMS com a palavra MULTI para 2929 e assine.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta eletricista, encanador, chaveiro e mais para casa

Gostou das dicas de imobiliárias? Deixe seu comentário.

como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
preço de imoveis começa a cair
economizar no seguro da casa
economizar no seguro do carro