Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Tome cuidado ao receber suposto e-mail da Receita Federal

A- A+

O golpe é antigo, mas costuma ser reinventado de tempos em tempos. Contribuintes de todo o Brasil seguem recebendo um suposto e-mail da Receita Federal sobre alguma pendência com o fisco. O problema é que o remetente não existe e a mensagem é falsa. Ela esconde, na verdade, programas maliciosos que podem roubar os seus dados.

E-mail da Receita Federal é falso

A própria Receita Federal vem reiterando publicamente alertas de que esse e-mail é falso, assim como as ligações que estão sendo realizadas em nome do órgão. No mês de julho, o órgão divulgou na mídia que uma quadrilha vem oferecendo, por telefone, a assinatura da suposta Revista dos Auditores.

Os golpistas argumentam que, quem não contribuir, ficará sujeito a sofrer uma fiscalização da Receita. O que dá uma falsa sensação de credibilidade à farsa é que ela têm utilizado o nome real de um auditor-fiscal e o endereço de uma unidade real do órgão.

A orientação para quem receber esse tipo de ligação é procurar a polícia. Os criminosos podem ser acusados de falsidade ideológica, tendo de responder por danos causados ao órgão público e também ao funcionário envolvido.

Se perceber um e-mail da Receita Federal na sua caixa de entrada, a primeira atitude é não abrir arquivos anexados.

Receita Federal não envia nenhuma mensagem sem autorização do contribuinte. Foto: iStock, Getty Images

E-mail da Receita Federal se alastra na internet

As quadrilhas especializadas em agir no espaço virtual seguem enviando um e-mail da Receita Federal de forma cada vez mais convincente. Atualmente, até o timbre idêntico está sendo colocado na correspondência eletrônica, o que faz com que muitos acreditem se tratar de uma mensagem real do órgão.

No texto enviado por e-mail, os criminosos alegam que o CPF está cancelado (ou pendente de regularização), que o seu Imposto de Renda contém erros e que é preciso enviar uma declaração retificadora ou, ainda, que você tem valores residuais do IR a serem recebidos.

A Receita Federal esclarece que não envia e-mails sem autorização do contribuinte, da mesma forma que não autoriza parceiros conveniados. Além de informar à polícia, o cidadão também pode esclarecer dúvidas diretamente no site ou pelo Receitafone, no número 146.

Você vai se interessar por:

Saiba como recuperar o login e-CAC da Receita Federal

Lote Imposto de Renda 2015: veja como consultar sua restituição

Foi intimado pela Receita Federal? Saiba o que fazer

O que fazer caso receba o e-mail

Se perceber um e-mail da Receita Federal na sua caixa de entrada, a primeira atitude é não abrir arquivos anexados. O segundo passo é não clicar em links que remetam para outros endereços na internet (por mais confiáveis que pareçam). Por fim, exclua a mensagem imediatamente.

Os aquivos anexados, geralmente, contêm programas executáveis, que se instalam no computador para capturar dados fiscais e bancários. Por isso, também é importante não salvar senhas nos sites que você acessa, principalmente o home banking. Já os links costumam abrir espaço para vírus e malwares.

Monitore o seu CPF

Se você gosta de proteger os seus dados, precisa conhecer o Vivo Alerta CPF. Com ele, você recebe mensagens de SMS sempre que o seu nome for consultado, alterado, ou quando estiver prestes a ser negativado nas bases da Serasa. Além disso, o cliente conta com uma área logada do site, onde pode te acesso exclusivo a um relatório completo com a situação de seu CPF. Tudo isso é possível graças a uma parceria entre a Vivo e a SerasaExperian.

> Vivo Alerta CPF: Receba alertas via SMS sempre que houver consultas a seu CPF

Pronto para excluir um suposto e-mail da receita federal? Cadastre-se e receba nossa newsletter.

sair da casa dos pais
vale a pena economizar
vale a pena pegar empréstimo
emprestimo urgente para negativado
erros financeiros comuns
como aprender com erros de finanças