Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Token marca evolução da segurança nas transações bancárias via internet

A- A+

Se você ainda não escutou a palavra token, é melhor ir se habituando a ela. É muito provável que, em breve, você tenha um. Trata-se de um dispositivo de segurança para as transações bancárias via internet que alguns bancos já estão disponibilizando aos seus clientes.

O que é um token?

Mesmo para quem nunca viu um token, não é difícil entender como é. Sua aparência é semelhante a um pequeno chaveiro. Alguns precisam ser conectados ao computador via USB, enquanto outros nem precisam de conexão.

Homem usa token

Tecnologia do token protege sua senha na web e oferece maior segurança. Foto: iStock, Getty Images

Como o token funciona

Esse dispositivo traz consigo um gerador de senhas e é aí que entra a segurança do usuário. Quando você realiza uma operação no internet banking, o token cria um código de acesso diferente para cada transação, protegendo a sua verdadeira senha.

Como o código é gerado somente no momento da operação, é praticamente impossível que um hacker – ou programas espiões, como os trojans – tenham tempo hábil de descobrir sua senha real.

Indicado para pessoas que usam o internet banking com muita frequência, o token é considerado uma evolução em termos de segurança. Ele enfrenta um risco comum no passado, quando bastava o número da conta e senha para fazer transações bancárias pela web.

Mas se você é um profissional autônomo, daqueles que passa a maior parte do tempo viajando e prefere acessar sua conta bancária pelo telefone, isso também tem solução. Há algumas variantes do token para smartphones e smartcards.

Caso você já tenha um token, procure mantê-lo com você. Isso ajuda a reduzir o risco de invasão na sua conta bancária. Em caso de perda, é importante avisar o banco imediatamente e verificar se há necessidade de fazer um boletim de ocorrência.

Brasil avança em termos de segurança

Se o Brasil continuar no ritmo que está, a tendência é que o token seja utilizado em larga escala rapidamente. O país dá exemplo de suas iniciativas em segurança, a começar pela inserção de chips nos cartões de crédito e débito, que já atinge 99,99% das unidades.

Conforme dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), o Brasil está entre os três países mais avançados do mundo em termos de chipagem de cartão, junto com França e Inglaterra.

Outro exemplo onde o Brasil lidera é na tecnologia implantada para a liberação de uso dos cartões no exterior. Quase todos os emissores de cartões no país possuem um mecanismo para habilitar e desabilitar pelo celular o uso do cartão em outros países.

Você vai se interessar por:

Dupla verificação em contas online aumenta a segurança na internet

Como denunciar tentativa de golpe na internet

Bancos exigem poucos documentos para abrir conta; descubra

Compre com tranquilidade

Você é adepto das compras com segurança? Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode realizar pagamentos com tranquilidade, parcelando em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo, além de somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza.

Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, os cartões também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gosta das novidades tecnológicas? Cadastre-se e receba a nossa newsletter.

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito