Vivo
 

Teste: Você procura a recolocação no mercado de trabalho do jeito certo?

A- A+

Você não esperava, mas sua carreira sofreu um baque: seu empregador apertou as contas, implantou uma política de contenção de despesas e a demissão bateu na sua porta. É preciso se preparar, pois a recolocação no mercado de trabalho não tende a ser uma tarefa fácil.

Jovem tenta recolocação no mercado de trabalho

Recomeçar após demissão exige paciência e dedicação do candidato. Foto: iStock, Getty Images

Se você busca uma recolocação no mercado de trabalho, sabe como ninguém que está cada vez mais difícil conseguir emprego no Brasil. De acordo com o levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o segundo trimestre do ano fechou com uma taxa de desemprego de 8,3%, a maior dos últimos três anos.

Além disso, o brasileiro está demorando mais tempo para conseguir a sua recolocação no mercado de trabalho. Segundo os dados mais recentes da Pequisa dos Profissionais Brasileiro, realizada pela Catho, o trabalhador espera, em média, 6,1 meses até arranjar uma nova oportunidade de emprego. Em 2013, esse intervalo era de 5,4 meses.

Os números ainda mostram que a mulher leva mais tempo para conseguir uma nova colocação: 6,7 meses, frente a 5,7 do homem.

Ou seja, diante desse cenário nada animador, é preciso ter calma e escolher as táticas certas para tentar ir em busca dessa nova oportunidade profissional.

E você? Será que está no caminho certo para sua recolocação no mercado de trabalho? Faça o teste e descubra se o emprego está batendo à sua porta ou se é preciso ajustar esse caminho.

Homem mantém dinheiro aplicado
Administrar o dinheiro em família é preciso
Alimentação pesa nas despesas mensais