Vivo
 

Teste: Você faz pesquisa de preço de forma certa antes das compras?

A- A+

Provavelmente, você já foi aconselhado diversas vezes a realizar uma pesquisa de preço antes de comprar um produto ou pagar por um serviço. Afinal, esse é um hábito indicado para quem quer encontrar os valores mais baixos para aquilo que procura.

O problema é que entre a teoria e a prática há um caminho distante e nem sempre esse cuidado com as finanças recebe a atenção que deveria. No Brasil, inclusive, o ímpeto de comprar por impulso e sem pesquisa de preços predomina, conforme estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

A constatação é ruim para o bolso do consumidor: 21% dos brasileiros não pesquisam e comparam valores na hora das compras e 71% dos entrevistados alegam não ter tempo para buscar ofertas.

Mulher faz pesquisa de preço no supermercado

Nos supermercados, pesquisa de preços pode resultar em economia de R$ 2 mil ao ano. Foto: Shutterstock

Às vezes, por mais básica que a comparação possa parecer, ela pode render uma economia substancial. Pesquisar o preço do pãozinho, por exemplo, significa poupar até R$ 700,00 anuais, de acordo com a Associação de Consumidores (Proteste).

A pesquisa de preço em supermercados pode resultar em uma economia ainda maior. Segundo outro levantamento da Proteste, a comparação de preços nesse estabelecimento pode fazer com que você deixe de gastar mais de R$ 2 mil por ano.

Se a economia pode ser desse tamanho com itens básicos do nosso dia a dia, imagine o quanto se pode guardar de dinheiro, pesquisando preços, para compras de maior valor agregado.

Para quem quer economizar na compra de eletrônicos, eletrodomésticos e móveis, por exemplo, uma boa saída é recorrer aos sites comparativos de preços. No Vivo Compras, você tem acesso a mais de 850 mil produtos para escolher em diferentes lojas virtuais, através do mesmo carrinho.

Outro segmento em que a pesquisa de preço vale a pena é o de remédios. Segundo levantamento da Fundação Procon-SP, os genéricos são 56,63% mais baratos do que os medicamentos de referência. Mas é entre os próprios genéricos que a diferença de valores surpreende mais e alcança até 1.132%.

E você? Realiza pesquisa de preço corretamente antes de decidir por suas compras? Faça o teste que o Vivo Seu Dinheiro preparou e descubra qual é o seu perfil: caçador de ofertas, pesquisador eventual ou gastador desenfreado.

Foto: iStock, Getty Images
como poupar dinheiro ganhando pouco
Ela andou gastando demais