Vivo
 

Teste: Você é viciado em trabalho?

A- A+

Tudo começa com aquela hora extra que parece inofensiva. Com o passar do tempo, o expediente prolongado torna-se comum e vira parte da rotina. Depois, vêm as tarefas em casa e os telefonemas irrecusáveis. Quando finalmente se dá conta, o viciado em trabalho não consegue deixar a profissão de lado nem mesmo quando está longe do escritório. 

Exemplo de viciado em trabalho

Trabalhar além do horário com frequência pode ser um sinal de vício no trabalho. Foto: iStock, Getty Images

A compulsão por trabalhar pode ter diversos motivos. Da intensa competitividade dentro da empresa à ganância pessoal, muitos fatores podem estar relacionados com o vício, incluindo baixa autoestima e vaidade.

O grande problema é que, em curto e médio prazos, o viciado em trabalho tende a arruinar sua vida pessoal. Um estudo conduzido pela International Stress Management Association (ISMA), em 2011, revelou que a probabilidade de desenvolver doenças cardíacas é 65% maior entre os profissionais compulsivos.

Além disso, o viciado em trabalho tende a aumentar seus níveis de estresse, pois abre mão dos momentos de lazer para se dedicar à profissão. Menos tempo para o parceiro, para os pais, para os filhos e, principalmente, para si mesmo.

Conhece alguém assim? Se identificou com o relato? Faça o teste que o Vivo Seu Dinheiro preparou e descubra se você sofre desse problema.

Ingresso de jovem no mercado de trabalho
enriquecer
Homem acha que ganha pouco para pagar dívidas