Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Tesouro Direto registrou recorde de investidores em 2015

A- A+

Os números comprovam: uma das modalidades de aplicação que vem chamando a atenção dos investidores é o Tesouro Direto. Em 2015, o investimento de renda fixa bateu recordes e a explicação parece estar na sua boa rentabilidade, aliada ao baixo risco.

Conforme o balanço de dezembro de 2015, a modalidade chegou ao maior número de investidores desde o início da série histórica, medida desde 2002. Até o fim do ano, foram contabilizados um total de 624.358 cadastrados. O número representa alta de 37,5% em relação a dezembro de 2014, quando havia 454.126 participantes. Apenas no último mês de 2015, a modalidade ganhou 20.056 adeptos.

Também em dezembro foi registrado o recorde de vendas, com 136.631 operações. O crescimento em relação a dezembro de 2014 foi de 221%. As vendas líquidas (diferença entre as vendas brutas, os vencimentos e os resgates antecipados) também foram as mais altas da série histórica, com resultado de R$ 1,2 bilhão.

Mulher se junta aos investidores

Vantagens em termos de rentabilidade e risco baixo são os atrativos do investimento. Foto: iStock, Getty Images

Entenda o Tesouro Direto

O Tesouro Direto oferece fundos de renda fixa – desenvolvidos conjuntamente pelo Tesouro Nacional e Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia – para captar recursos a fim de financiar a dívida pública.

Trata-se de uma plataforma online de compra e venda de títulos públicos. Em outras palavras, quem compra os títulos para a ser credor do governo.

Uma das grandes vantagens é a garantia de recompra desses papéis pelo próprio governo na data de vencimento. Além disso, há a possibilidade de vendê-los antes do vencimento.

Uma característica que agrada ao público é a viabilidade de investir valores baixos nos títulos, cujo rendimento geralmente está acima da inflação e acompanha a oscilação da taxa básica de juros (Selic).

Atualmente, quase todos os fundos de renda fixa oferecidos pelos bancos são oriundos do Tesouro Direto. Utilizando a plataforma online, o investidor não precisa de uma instituição financeira como atravessador, o que reduz seus custos e, consequentemente, aumenta seus ganhos.

Atrativos para futuros investidores

Um dos atrativos do Tesouro Direto são as baixas taxas de administração. Além disso, a possibilidade de diversificar os rendimentos – com rentabilidade pós-fixada, prefixada ou indexada a índices de preços – também é interessante. É um investimento para pessoas de perfil conservador, pois o risco é considerado muito baixo pelos especialistas.

Para investir, é necessário pagar taxas a duas instituições diferentes: à BM&FBovespa, que cobra 0,30% ao ano sobre o valor dos títulos, e a uma instituição bancária, cuja contratação é obrigatória para poder efetuar as operações de compra e venda. Nesse caso, o acordo dos valores é realizado de forma livre entre a instituição (banco ou corretora) e o investidor.

Você vai se interessar por:

Segurança para você e sua família

Mais do que estar com suas finanças protegidas, manter a segurança da sua família é a melhor dica. Com o Seguro de Vida Plus, você protege seus beneficiários em caso de morte e morte acidental e ainda conta com auxílio funeral. Entre em contato com Central de Relacionamento – Parceria Seguros Vivo e contrate o seu.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Você também vai se juntar aos investidores do Tesouro Direto? Comente!

O controle financeiro pessoal e o futebol
o que uma empresa deve ter
piores salários do brasil
melhores paises para empreender
Emprego dos sonhos
Ela aposta na longevidade saudável