Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Taxa de juros em empréstimo consignado é mais baixa, mas também exige atenção

A- A+

Modalidade de empréstimo em que o valor da prestação é descontado diretamente na folha de pagamento, o empréstimo consignado é uma das linhas de crédito mais em conta no Brasil. No entanto, mesmo que a taxa de juros em empréstimo consignado seja mais baixa em comparação a outras modalidades de crédito, a contratação exige cuidados.

O próprio Banco Central recomenda alguns cuidados que devem tomados antes da contratação desse tipo de crédito. O primeiro deles é pesquisar a taxa de juros em empréstimo consignado e as condições oferecidas por diferentes instituições. Em comparação a empréstimos convencionais, que têm juros na faixa de 50% ao ano, a taxa de juros em empréstimo consignado costuma ser bem mais baixa, em torno de 30% ao ano, mas pode haver diferença significativa nesse percentual entre um banco e outro.

seudinheiro-taxa-de-juros-em-emprestimo-consignado

Fique atento aos termos do contrato de solicitação de empréstimo. Foto: iStock, by Getty Images

A taxa de juros em empréstimo consignado varia conforme o perfil do cliente. Existem linhas de crédito específicas para servidores públicos, aposentados e pensionistas, já que as parcelas podem ser descontadas também do benefício previdenciário. Outras linhas favorecem funcionários de empresas privadas com carteira assinada, desde que a empresa tenha convênio com o banco em que o empréstimo será retirado.

Limite de empréstimo consignado é 30% do salário

Um dos principais motivos para a taxa de juros em empréstimo consignado ser mais baixa em comparação a outras modalidades é porque o risco de inadimplência para os credores é menor. Isso porque o banco tem a garantia de que o valor da prestação será debitado diretamente do salário do contratante, de forma automática, conforme autorizado no momento da assinatura do contrato de empréstimo.

Leis federais e resoluções judiciais fixam o limite máximo de desconto em folha de pagamento a título de empréstimo consignado no percentual de 30% do salário. Mas é preciso ter cautela porque, caso você seja demitido ou mude de emprego, ou seja, caso o vínculo que sustentava o crédito consignado seja interrompido, a instituição financeira pode debitar da sua conta corrente os valores relativos a parcelas do empréstimo não descontadas em folha de pagamento.

O débito em conta corrente só pode ser feito se você autorizar a instituição financeira, por escrito ou por meio eletrônico, mas essa autorização pode estar prevista no próprio documento de contratação do crédito. Portanto, fique atento aos termos do contrato de solicitação de empréstimo. Se houver essa cláusula e você discordar da autorização prévia, negocie a alteração do contrato antes da assinatura, para evitar problemas futuros.

Cuidados vão além da taxa de juros em empréstimo consignado

Além da taxa de juros em empréstimo consignado, como em qualquer outra modalidade de crédito, antes de fazer a contratação é fundamental saber se a instituição financeira está autorizada a funcionar pelo Banco Central e, no caso de empréstimos consignados para aposentados e pensionistas, se a instituição está conveniada com o INSS.

Negocie sempre diretamente com a instituição financeira, não confie em atravessadores que prometem acelerar a obtenção do crédito. E lembre-se que um empréstimo consignado também representa dívidas que podem afetar sua administração financeira, em razão do comprometimento mensal de parte do seu salário para o pagamento das parcelas.

Gostou das dicas para taxa de juros em empréstimo consignado? Compartilhe!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
Empréstimo ou financiamento
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria