Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Taxa de assinatura para usar WhatsApp deixará de ser cobrada

A- A+

Os 990 milhões de usuários do aplicativo de troca de mensagens mais popular do mundo receberam uma boa notícia no início deste ano: a taxa de assinatura de um dólar anual para usar WhatsApp deixará de ser cobrada.

Mas como isso afeta o desempenho da empresa? Neste artigo, você vai entender as razões para a decisão e as pretensões do aplicativo neste ano.

Todos podem usar WhatsApp de graça

O anúncio foi publicado no dia 18 de janeiro, no blog oficial da empresa. A motivação é simples: melhorar a usabilidade do aplicativo, já que o WhatsApp identificou que o sistema de cobrança não estava funcionando conforme o desejado.

usar Whatsapp

WhatsApp possui quase 1 bilhão de usuários em todo o mundo. Foto: iStock, Getty Images

“Durante muitos anos, nós pedimos que algumas pessoas pagassem uma taxa para poder utilizar o WhatsApp após o primeiro ano gratuito”, inicia a nota. “Com o nosso crescimento, nós descobrimos que essa abordagem não funcionou muito bem. Muitos usuários do WhatsApp não possuem cartão de crédito ou de débito e, por isso, temiam perder o contato com seus amigos e familiares após o término do primeiro ano.”

Por esse motivo, a empresa decidiu abrir mão da cobrança da taxa. De acordo com a nota, o processo de remoção dos valores será realizado em todas as versões do aplicativo ao longo das próximas semanas.

Você vai se interessar por:

Veja como transferir dados do WhatsApp após ter celular roubado
Saiba como desativar sessões ativas do WhatsApp Web
Teve celular roubado com WhatsApp? Veja como bloquear

Futuro aponta para parceria com empresas

Ao completar quatro anos de fundação, o Facebook, maior rede social do mundo, possuía 145 milhões de usuários. Com a mesma idade, 450 milhões de pessoas já usavam o Whatsapp. A ascensão meteórica do aplicativo despertou a atenção de Mark Zuckerberg, motivando a empresa a adquirir o aplicativo por 22 bilhões de dólares em 2014.

O sucesso do aplicativo, segundo Jan Koum, o ucraniano fundador do WhatsApp, se deve à facilidade e à simplicidade. Durante muito tempo, Koum deixou um aviso fixado na sede da empresa: “Sem anúncios, sem jogos, sem truques”. A sentença dá uma ideia de como o WhatsApp preza pela qualidade da experiência do usuário.

Mas, sem cobrar a taxa anual de um dólar e sem veicular anúncios, como o aplicativo irá se sustentar? De acordo com a nota divulgada pela empresa, o futuro indica parceria com outras companhias. “Este ano, começaremos a testar ferramentas que lhe permitirão usar o WhatsApp para estabelecer comunicação com empresas ou organizações com as quais você deseja manter contato”, revela a empresa.

“Isso significa que você poderia se comunicar com o seu banco para saber ser uma transação recente foi, na verdade, uma fraude ou com uma companhia aérea para se informar sobre o atraso de um voo”, completa a nota oficial.

Na prática, esse tipo de interação já existe, seja pela internet, por telefone ou por SMS. O que o WhatsApp pretende fazer é trazer o relacionamento para o aplicativo, a fim de simplificar a operação para todos os envolvidos – e lucrar com isso.

E aí, curtiu a ideia de usar Whatsapp sem pagar taxas anuais? Se você gostou do artigo, ajude a divulgá-lo compartilhando o link com seus seguidores nas redes sociais. Caso haja alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo e contribua com a troca de ideias.

como funciona o auxílio maternidade
como funciona o auxílio creche
como funciona o auxílio doença
descontro de empréstimo consignado
celular 2g 3g ou 4g
compra consciente