Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Start ou stop de compra de ações: como os mecanismos funcionam

A- A+

Se você chegou há pouco no mercado de investimentos ou está pensando em dar seus primeiros passos nele, pode ter curiosidade para entender algumas operações que, a princípio, parecem complexas. Você faz ideia de como funciona o start ou stop de compra de ações, por exemplo?

Decisão entre start ou stop de compra

Ferramenta ajuda o investidor a limitar perdas na compra de ações na Bolsa. Foto: iStock, Getty Images

Start ou stop de compra de ações

É possível que tudo soe complexo quando se trata de investimentos. Mas, na prática, o start e stop de compra é um mecanismo simples, que ajuda o investidor que atua via home broker – ou seja, que opera sozinho por meio de um software instalado em seu próprio computador – a dar seguimento às transações com menor risco de prejuízo.

O raciocínio é bastante simples: o investidor define o valor disponível para a compra de ações e a margem de preços que acha interessante (de R$ 5 a R$ 6, por exemplo). Assim, por meio da análise de comportamento de preços, expressa em gráficos, o sistema irá buscar ações dentro do valor estabelecido pelo investidor, até o limite determinado.

Assim, quando o home broker visualiza uma oportunidade de compra, o start é acionado, Caso a operação não se sustente dentro dos parâmetros estabelecidos, o stop entra em cena, evitando perdas maiores.

Essa ferramenta monitora constantemente as oportunidades, de forma que o investidor não precisa ficar acompanhando o pregão o tempo todo.

Como ocorre a compra e venda de ações

A ordem start é uma ordem de compra programada para ser enviada para a Bolsa de Valores somente quando a cotação da ação desejada atingir valor igual ao preço de disparo, chamado de “preço start”, que é programado no home broker.

No sistema, o cliente cadastra dois preços: um preço de disparo, que representa o patamar em que sua ordem será enviada, e o preço limite – o valor máximo que está disposto a pagar por aquela ação. Dessa forma, o preço start será sempre inferior ao preço limite.

Já o uso do stop ajuda a limitar perdas no caso de uma queda brusca no preço de suas ações. O funcionamento é o mesmo da ordem start: você programa uma ordem de venda que será enviada apenas quando o preço de disparo da ordem (stop) for atingido.

Há um outro recurso, o stop loss, que é uma espécie de “alavanca de emergência” a ser utilizada quando a operação não dá certo, ou seja, quando os preços caem a um valor inferior ao determinado para ter lucro. Assim, a ferramenta impede que a ordem seja executada para evitar o prejuízo.

Você vai se interessar por:

Segurança para você e sua família

Mais do que estar com suas finanças protegidas, manter a segurança da sua família é a melhor dica. Com o Seguro de Vida Plus, você protege seus beneficiários em caso de morte e morte acidental e ainda conta com auxílio funeral. Entre em contato com Central de Relacionamento – Parceria Seguros Vivo e contrate o seu.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Tirou suas dívidas sobre o uso de start ou stop de compra? Compartilhe as dicas!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Taxa para investir em ações
Ela aposta na longevidade saudável
Conversando sobre direitos do consumidor do plano de saúde
Pacientes com mais de 60 anos têm direito a acompanhante em caso de internação. Foto: iStock, Getty Images
Passo a passo para planejar financeiramente a gravidez