Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Sonho da casa própria começa com planejamento e poupança

A- A+

Comprar a casa própria é o sonho de muita gente. No entanto, esse é um pensamento que só costuma surgir quando já constituímos nossa própria família ou cansamos de gastar com aluguel. Construir ou adquirir um imóvel é tarefa que exige planejamento a longo prazo, o que significa guardar dinheiro desde cedo.

Poupe para investir na casa própria

“Existe uma regrinha de bolso que diz que quanto mais a pessoa conseguir recurso melhor”, afirma o consultor de finanças pessoais e professor de Economia da PUC-RS, Alfredo Meneghetti Neto. Você passa por dificuldades financeiras e não consegue fazer essa economia? Primeiro, organize esse ponto, estabeleça um gerenciamento das dívidas e o controle dos gastos. Poupar será um passo natural assim que conseguir fazer isso.

Também é importante sempre ter um fundo de reserva, que pode ser o FGTS ou uma conta poupança, para se precaver para o caso de desemprego ou despesas extraordinárias.

Economizar é segredo para conquista do seu imóvel. Foto: iStock, Getty Images

Economizar é segredo para conquista do seu imóvel. Foto: iStock, Getty Images

Comprar a casa própria ou alugar?

Meneghetti recomenda que, existindo a possibilidade, sempre é melhor optar pelo financiamento ao pagamento de aluguel, pois o primeiro é um investimento próprio, enquanto o segundo é renda para outro. No entanto, há economistas que defendem que comprar não é para todos e que o aluguel pode ser financeiramente vantajoso. Confira algumas dicas que podem ajudar a tomar a decisão:

Localização é tudo

Se decidiu por comprar? Há três fatores essenciais para levar em conta antes de escolher a casa ou apartamento próprio: localização, posição em relação ao sol e se o apartamento conta com elevador. Podem parecer coisas pequenas para se pesar, mas elas fazem toda a diferença na rotina.

É preciso ficar atento ainda ao custo de vida na região do imóvel, pois seus gastos podem aumentar significativamente. Leve sempre em conta aspectos relativos à alimentação, transporte e comércio.

Cuidado com a inadimplência

O professor Meneghetti salienta que o grande desafio para adquirir a casa própria é a inadimplência. “Muitas vezes, as prestações crescem acima da dívida”, afirma. Nessas situações, o proprietário pode se ver forçado a negociar a dívida. É por isso que ele aconselha a não se preocupar em comprar logo o imóvel dos seus sonhos, mas sim começar com um mais simples, com um financiamento mais em conta, e só depois partir para projetos maiores.

Fuja de ciladas

Geralmente, as instituições financeiras sugerem que se guarde 30% dos vencimentos próprios para pagar o financiamento. O que, no início da carreira, pode ser um grande desafio. A volatilidade do ambiente profissional pode aumentar a insegurança na hora de contrair um financiamento de longo prazo. Por isso, prefira criar uma poupança para guardar o dinheiro economizado e espere por um momento mais estável para começar ao investimento.

Poupe também para despesas burocráticas. Além dos papéis do banco, o comprador também terá de pagar o Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), custos do cartório e do próprio financiamento, como avaliação do imóvel e análise jurídica da documentação.

Assistência para o seu imóvel

Assim que conquistar a sua casa própria, é importante preservar o seu patrimônio e estar com tudo funcionando de forma perfeita no seu lar. Com o Vivo Assistência Casa e Auto, você conta com serviços de eletricista e encanador para sua casa, socorro mecânico para seu automóvel e chaveiro para os dois, sempre que precisar, por apenas R$ 5,90 por mês.

> Vivo Assistência Casa e Auto: Garanta eletricista, encanador, chaveiro e mais para casa

Gostou das dicas para ter a sua casa própria? Deixe um comentário.

É importante entender de finanças bem antes de sair de casa.
almofadas para sofá
como calcular a reforma de um apartamento
quanto custa um seguro de casa
como escolher uma seguradora de veiculos
como lidar com a avareza