Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Siga 4 conselhos para casal e evite brigas por dinheiro

A- A+

A harmonia do casamento nem sempre se transfere para o campo financeiro. Quando há dificuldade em administrar as contas de maneira conjunta, os desentendimentos aparecem e podem prejudicar outras áreas da relação. Mas não precisa ser assim: alguns conselhos para casal vindos de especialistas podem ajudar a gerenciar melhor os recursos.

Conselhos para casal ajudam a viver melhor

Vida a dois requer cumplicidade, inclusive nas finanças, para que casal siga adiante. Foto: iStock, Getty Images

4 conselhos para casal sobre finanças

O educador financeiro Altemir Farinhas, idealizador do projeto Equilíbrio Financeiro, dá bons conselhos para casal. São dicas que podem ajudar a lidar melhor com a administração das contas da casa e também a falar melhor com seu parceiro sobre a renda conjunta. Confira:

Converse

O principal problema dos casais, conforme Farinhas, é a falta de comunicação. Eles conversam sobre quase tudo, menos sobre finanças. O educador afirma que o assunto deve ser abordado de forma clara e objetiva. “O casal deve evitar fazer dívidas e conversar depois”, alerta.

Ele defende ainda que o planejamento financeiro familiar ajuda na realização de sonhos e tira o peso de se tomar decisões sobre dinheiro sozinho.

Quebre o tabu

Infelizmente, falar de finanças é um assunto delicadíssimo para a maioria dos casais, mas é preciso mudar essa situação. “É uma bagagem que vêm dos nossos pais. Eles não conversavam com os filhos sobre dinheiro, logo, cada um traz consigo o que aprendeu, não aprendeu ou ainda aprendeu errado”, esclarece Farinhas. Mas é das diferenças, da criação e da formação, que o casal constrói junto uma vida financeira.

Crie um método

É importante que o casal defina uma metodologia para dividir as despesas. Farinhas aposta na conta conjunta como a melhor opção, pois é uma forma de dividir todas as despesas. “Independente de quem ganha mais, é como um só corpo, unindo os esforços para um objetivo comum”, ressalta. “Juntos gastam e poupam, fazem investimentos e realizam seus sonhos.”

Conheça seu parceiro

O educador financeiro destaca ainda a importância de conhecer o parceiro para evitar brigas por dinheiro. “É no namoro que se observa como cada um lida com o seu dinheiro”, destaca.

Já no noivado, explica, as decisões financeiras determinam quem é o “acelerador” e quem é o “breque” da relação. Entretanto, não existe um melhor – apenas são personalidades financeiras diferentes.

No casamento, por sua vez, se os dois forem “breques”, não vão conquistar muita coisa e, possivelmente, a vida financeira ficará estagnada. Já se os dois forem “aceleradores”, a situação é preocupante, pois podem facilmente cair em um abismo que ataca o bolso e pode levar até ao divórcio.

Mas quando o casal se complementa, sabe a hora de acelerar, de frear, de prosseguir, de esperar, de avançar, de mudar de rota. Tudo isso é fruto da comunicação.

 

O que achou dos conselhos para casal? Vai aplicá-los no seu relacionamento? Comente!

Dicas para quem pensa em vender bens para pagar dívidas
seudinheiro-Compras-de-supermercado
sair da casa dos pais
sonho de consumo
app para gastos pessoais
melhores universidades do brasil