Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Seu filho está pronto para ter um celular? Veja dicas

A- A+

Ter ou não ter um celular, eis a questão. Para seu filho, a dúvida nem mesmo existe, mas para você e outros pais, a questão permanece: qual a melhor idade para dar ao seu filho um aparelho celular?

Atualmente, ter um celular é cada vez mais uma prioridade para crianças e adolescentes. Segundo a pesquisa TIC Kids Online, realizada pelo NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR) por meio do CETIC.br (Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação), 79% das crianças e adolescentes brasileiros entre 9 e 17 anos mantêm perfis em redes sociais e 53% delas acessam essas redes via aparelhos celulares.

Nos Estados Unidos, o uso de celulares por crianças e adolescentes é ainda maior. De acordo com pesquisa feita pela Kaiser Family Foundation, 85% dos adolescentes entre 14 e 17 anos têm um celular. Entre 11 e 14 anos, esse número cai um pouco: 69%. Entre crianças de 8 e 10 anos, já são 31% com um aparelho em mãos.

ter-um-celular

Maturidade e responsabilidade são pontos importantes para dar um celular para seu filho. Foto: iStock, by Getty Images

Benefícios de ter um celular

Entre os principais benefícios de seu filho ter um celular está a questão da segurança. Para os pais, saber que podem localizar onde seus filhos estão através de uma ligação ou mensagem de texto funciona como um alívio.

Para as crianças, ter um celular é um facilitador em situações de emergência em que precisam entrar em contato com seus pais e responsáveis.

Mas esse benefício de controle e segurança vem junto com uma série de questões que podem atrapalhar o desenvolvimento da criança.

Pesquisas realizadas nos Estados Unidos, por exemplo, apontam que dar um celular a uma criança pode atrapalhar seu sono e concentração, além de causar nela dores de cabeça e musculares em virtude do uso excessivo do aparelho.

Outro ponto é a questão da falta de limites ao acesso de um vasto conteúdo de vídeos, música, jogos e redes sociais. É difícil controlar o que o seu filho está assistindo ou fazendo em um smartphone com acesso à internet.

Cuidados antes do seu filho ter um celular

De acordo com a pesquisa do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação, até a idade de sete anos, o celular é visto pela criança como mais um brinquedo eletrônico.

Somente a partir dessa idade a criança começa a entender o funcionamento do aparelho. Para alguns especialistas, mais do que a idade, dar um celular a uma criança está mais relacionada à questão de maturidade e senso de responsabilidade dela.

Se a opção é que seu filho tenha um celular, a dica é seguir algumas regras e impor limites. Especialistas recomendam que, inicialmente, a criança tenha um celular simples sem acesso à internet e com uma conta pré-paga, que pode funcionar como um elemento de educação financeira e deve ser descontada da mesada do filho.

Os pais podem ensinar aos filhos sobre tarifas e explicar que o celular só deve ser utilizado para ligações de emergência. Se os créditos acabarem, a criança e/ou adolescente pode solicitar o Vivo Crédito Antecipado Voz, que adianta  R$ 3 em créditos ao usuário a ser descontado na próxima recarga.

> Crédito Antecipado de Voz: Garanta R$ 3 de crédito até a próxima recarga do celular pré-pago

E você? Acha que está na hora do seu filho ter um celular? Comente!

o que fazer com as crianças
melhor lugar para trabalhar
Já sabe o que fazer quando terminar a faculdade
Cuidando das finanças no lar
Fazendo o controle de finanças na prática
Vai devolver bem financiado