Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Será que tablet substitui notebook? Saiba avaliar

A- A+

Ela não é a pergunta de um milhão de dólares, mas tem deixado muitas pessoas sem respostas. Afinal, tablet substitui notebook? Necessariamente, uma tecnologia mais avançada coloca a outra em segundo plano? Para a maioria dos brasileiros, não é bem assim.

Tablet substitui notebook?

Levantamento recente do Instituto Ipsos, empresa de pesquisa de inteligência de mercado, a serviço da Intel, mostrou que 80% dos entrevistados acreditam que o tablet não substitui o PC. Apenas 3% disseram que optariam por levar um tablet no momento em que estavam comprando um computador.

Pesquisando se tablet substitui notebook

Com funcionalidades cada vez mais avançadas, tablets crescem como opção. Foto: iStock, Getty Images

Para Rodrigo Tamellini, gerente de serviços da Intel América Latina, trata-se de um fenômeno natural, em que a pessoa passa a ter mais de um aparelho com acesso à internet. E o tablet ganha espaço pelo uso intuitivo, mobilidade e interação com outros dispositivos.

“As pessoas querem ter as mesmas experiências que elas já têm em um desktop ou notebook, e a expectativa é de que o tablet ofereça a melhor relação entre desempenho e comodidade”, defende.

Usos preferidos

Em um outro estudo, este realizado pela TNS, foram mapeadas as expectativas de futuros compradores desses equipamentos, e também o modelo de uso após a aquisição. Foram ouvidas pessoas em 43 países, incluindo o Brasil.

Nessa relação, o notebook continua sendo a peça central da vida digital da maioria dos brasileiros – é o equipamento utilizado para efetuar a maioria das atividades online, como acesso a redes sociais, assistir vídeos ou ler notícias.

Entretanto, tablets estão se configurando como uma segunda tela, onde as pessoas encontram não só mobilidade, mas também conveniência.

O acesso à internet foi apontado como a principal razão para se comprar o mobile por 47% dos entrevistados. A possibilidade de usar o dispositivo a qualquer hora e lugar (39%) e a maior conveniência em relação ao PC (37%) também são fatores de compra decisivos.

Uma vez adquirido o equipamento, a atividade mais realizada pelos brasileiros é a de tirar fotos, apontada como muito frequente por 50% dos entrevistados – contra apenas 34% na média global. Acesso à internet via wi-fi e e-mails estão tecnicamente empatados como segunda atividade mais desenvolvida, com 46% e 45%, respectivamente.

Modelos híbridos têm boa aceitação

Se, por um lado, um pode servir como um complemento do outro, os modelos híbridos, também conhecidos como 2 em 1 ou conversíveis, que aliam funções do tablet e do notebook no mesmo aparelho, possuem boa aceitação do público.

Para 39% dos entrevistados, a opção é vista com bons olhos. “O consumidor quer ter a independência e a conveniência dos tablets, em especial se eles entregarem funcionalidades parecidas com as dos PCs”, finaliza Tamellini.

Você vai se interessar por:

Tablets e notebook é no Vivo Compras

Mais do que entender se o tablet substitui o notebook ou não, é preciso saber onde adquirir produtos de qualidade e com o melhor preço. Só no Vivo Compras, você tem acesso a mais de 850 mil produtos para escolher em diferentes lojas virtuais, através do mesmo carrinho. Não perca tempo e confira já.

> Vivo Compras: Encontre os melhores preços para notebooks e tablets

E para você, tablet substitui notebook ou não? Deixe seu comentário!

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
micro-ondas ou forno elétrico