Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Ser um passeador de cães une carinho pelos bichos a uma renda extra

A- A+

Se você gosta de animais de estimação e tem jeito para lidar com eles, pode aproveitar essa habilidade para ganhar um dinheiro extra como passeador de cães. Ou, quem sabe, fazer dessa atividade a sua nova profissão. Além de uma oportunidade agradável, é muito útil para pessoas que não têm tempo ou possuem alguma limitação física para cuidar do lazer de seus companheiros.

Conforme dados da Associação Brasileira das Indústrias de Produtos para Animais de Estimação, nada menos que 44% das famílias brasileiras contam com algum tipo de animal doméstico. Os cachorros são maioria, totalizando 37,5 milhões. Ou seja, mercado não falta.

Passeador de cães

Atividades com animais exigem dedicação, habilidade e preparo físico. Foto: iStock, Getty Images

O que faz um passeador de cães

Ao contrário do que muitos pensam, um passeador de cães não serve apenas para levar os bichinhos para um passeio rápido. A atividade surgiu do conceito norte-americano de dog walker (nome também utilizado no Brasil), que é um profissional apto a oferecer atividades de lazer para os cães, de modo que eles possam se exercitar.

Em função dessas características, o passeio não precisa ser diário, mas deve ser bem planejado. Isso também facilita os agendamentos do profissional, uma vez que pode alternar os dias e horários dos clientes.

Pré-requisitos e investimento

Uma das facilidades de ser um dog walker é que o investimento é praticamente zero. É preciso ter roupas confortáveis e um tênis de qualidade para as caminhadas e atividades que serão realizadas. Como o seu local de trabalho será ao ar livre, a sua residência pode ser utilizada para receber os clientes e apresentar seu serviço.

Por outro lado, não basta amar os bichos de estimação. É preciso ter um conhecimento mínimo sobre o comportamento das raças e ao menos algumas noções de adestramento. Quando for passear com cães de grande porte, a força física também é essencial para controlar eventuais impulsos do cachorro.

Você vai se interessar por:

Como ser um passeador de cães

Qualificação

Se quer ser um passeador de cães, mas não tiver noções de adestramento, vale pesquisar bastante e até mesmo fazer um curso. Não é necessário tornar-se um adestrador, mas ao menos conseguir manter o animal sob controle. Lembre-se que nem todos os bichinhos serão educados o suficiente para conviver em sociedade.

Divulgação

Nos dias de hoje, as redes sociais servem como uma excelente ferramenta de divulgação do trabalho. Além disso, são gratuitas e podem surtir um efeito melhor que panfletos ou anúncios.

Você já ouvir falar que “uma imagem vale mais que mil palavras”? À medida que forem surgindo os primeiros clientes, você pode gravar vídeos para mostrar sua interação com os animais e utilizar como uma espécie de currículo.

Atividades

Estabeleça as atividades que você pode fazer com os animais – caminhadas, eventuais corridas, percurso ou locais específicos onde os exercícios serão realizados. A organização confere muita credibilidade junto ao cliente.

Remuneração

O valor a ser cobrado pelo serviço pode variar muito de acordo com o poder aquisitivo da cidade ou região onde se mora e também das necessidades específicas de cada cachorro. Via de regra, um passeio parte de R$ 25. Hoje em dia, há agências especializadas na contratação desses serviços. Nesse caso, porém, ou o cliente paga mais caro ou o passeador ganha menos.

 

O que acha da ideia de ser um passeador de cães? Deixe seu comentário!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
Saiba como ganhar uma renda extra com aluguel
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria