Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Senha segura protege suas informações e seu dinheiro

A- A+

Da tela de bloqueio do celular à conta bancária, as senhas são um meio importante de proteção de bens e de informações pessoais. Para assegurar tal condição, porém, é preciso escolher uma senha segura, sem relação com elementos de fácil percepção, como datas de aniversário ou sequências lógicas. Você sabe como criar a sua?

O que caracteriza uma senha segura

O Dicionário Michaelis define o termo segurança como proteção, garantia, confiança. Mas o que é seguro para você, pode não ser tão confiável assim na mão de hackers. Sequências de letras e números facilmente decodificáveis abrem portas para o acesso de criminosos aos seus dados pessoais e até mesmo ao seu dinheiro. Perigoso, não é mesmo?

Para evitar o roubo de informações, é importante escolher sequências de difícil dedução. Alguns sites que exigem verificação de login para acesso possuem indicadores automáticos de proteção. Eles analisam os caracteres enquanto você digita. Se o resultado for satisfatório, aparecerá ao lado o veredicto de senha segura (geralmente acompanhado da cor verde).

Homem digita senha segura

Escolha de senha deve ter caracteres mistos e utilizar identificações específicas. Foto: iStock, Getty Images

Crie a sua senha segura

Segundo o setor de suporte da Fundação Mozilla, dona dos sistemas e navegadores web Firefox, uma senha segura é aquela que possui caracteres que, juntos, não fariam sentido para outra pessoa, além de você.

Escolher uma frase que você goste e utilizar as primeiras letras de cada palavra para formar a sua senha é uma das dicas da empresa.

Além disso, essa palavra-chave deve ser formada por uma mescla de caracteres distintos para ser considerada confiável. Adicionar números ao final da sequência de letras ou trocar algumas letras por números semelhantes é uma escolha.

Usar os caracteres especiais do teclado também ajuda a completar uma senha segura. Os sinais de jogo da velha, dois pontos, hífen, ponto e vírgula ou ponto final são as indicações da Mozilla. Elas podem vir no começo e no final da série, mas não devem interromper a sequência, pois podem dificultar a memorização.

E se você é daqueles que tem dificuldade de lembrar das senhas, pode usar a mesma em todas as contas, mas deve inserir um código de identificação. Por exemplo, na senha do Facebook, adicione a sigla Fbk, já para as contas de e-mail, complete com Eml. A Mozilla indica que essa é uma forma de armazenamento fácil e que mantém a senha segura.

Você vai se interessar por:

Segurança em segundo plano

As chaves de segurança dos cadastros são escolhas dos próprios usuários dos serviços e são importantes para garantir a privacidade. Ainda assim, nem todas as pessoas se preocupam com essa proteção. Um estudo da consultoria americana Splash Data mostrou que, em 2015, as senhas mais utilizadas na internet foram “123456” e “password”, a palavra americana para senha.

Uma pesquisa da Deloitte, empresa inglesa de tecnologia, mostra que 90% das contas digitais não têm uma senha segura e estão vulneráveis a ataques.

Se você é adepto das facilidades das compras pela internet, a escolha de um código de baixa confiabilidade pode ser o início de um problema maior, resultando em perdas financeiras. É preciso redobrar os cuidados.

 

Você adota medidas de segurança ao criar senhas? Comente!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria