Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Seguro para quem viaja de avião: veja como contratar

A- A+

Não dá para prever quando um acidente vai acontecer. Mas é possível tomar medidas de prevenção, como a contratação de um seguro de acidentes pessoais. E para você, que viaja de avião com frequência, há os pacotes que cobrem acidentes aéreos.

De um modo geral, pacotes de seguro para acidentes pessoais, sejam eles individuais ou coletivos, cobrem danos decorrentes de acidente súbito, externo e involuntário sofrido pelo segurado, sofrendo ele lesões físicas, invalidez permanente ou morte.

Esses pacotes incluem, na maioria das vezes, cobertura para acidente pessoal de passageiros, seja no trânsito ou aeronaves. O seguro de acidentes de avião abrange a aeronave e a Responsabilidade Civil contra terceiros, que resultem em morte, invalidez ou tratamento médico de passageiros e tripulantes.

Esse tipo de seguro garante indenização por prejuízos aos familiares das vítimas fatais ou elas próprias, reembolso de despesas e responsabilidades legais da aeronave.

Foto: iStock, by Getty Images

Seguro de acidentes pessoais é opção para quem viaja de avião. Foto: iStock, Getty Images

O valor que será pago de indenização será acordado no contrato que você assinar e, em muitos casos, os valores não são cumulativos. Por exemplo, seu contrato cobre morte por acidente aéreo, morte por acidente em transporte terrestre e morte por demais acidentes. Se receber o pagamento por um dos eventos, você exclui a possibilidade de indenização dos demais.

Em caso de morte por acidente aéreo, os beneficiários do passageiro só irão receber o valor contratado se o acidente pessoal ocorrer dentro do avião que ele esteja a bordo, com passagem comprada e em voo que esteja regular, segundo aprovação do DAC (Departamento de Aviação Civil).

Seguro obrigatório das companhias aéreas

Além desse seguro pessoal que pode ser feito para aqueles que utilizam o avião como meio de transporte, há o seguro obrigatório das companhias aéreas exigido pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O valor da indenização é calculado com base na renda e na expectativa de vida do passageiro. O problema é que a liberação desse valor pode demorar, dependendo da avaliação das causas do acidentes, fatores como erro humano, problema no avião ou causa externa.

Uma opção para quem não quer esperar muito tempo é o seguro chamado Reta, exigido nas companhias aéreas do país pelo CBA (Código Brasileiro de Aeronáutica). Esse seguro funciona similarmente ao seguro obrigatório dos automóveis e garante uma indenização mínima por vítima. O valor mínimo aceito hoje, segundo exigência da Anac, é pouco mais de US$ 40 mil por passageiro.

Segurança para a família

Está pensando em contratar um seguro? Em parceria com a ACE seguradora, a Vivo oferece seguros de vida com diversos benefícios, como minutos grátis para falar de Vivo para Vivo nos finais de semana, além de sorteios mensais pela loteria federal. Tudo isso com a comodidade de pagar o seguro através da fatura do celular.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Gostou das dicas para viagem de avião? Compartilhe!

O controle financeiro pessoal e o futebol
queda do dólar
trabalho temporario nos EUA para brasileiros em 2016
viagens econômicas pelo Brasil
viagem econômica para a Disney
preço do dólar turismo