Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Seguro e franquia fazem parte dos custos de um carro

A- A+

Ao comprar um carro, a maioria lembra dos custos IPVA, parcela do financiamento, emplacamento, gasolina e manutenção. Como os valores somados costumam ser altos, é comum deixar os gastos com seguro e franquia para depois. O grande problema é quando você sofre um acidente ou tem o veículo roubado e lembra que não estava preparado para aquela eventualidade.

Contar com o seguro e franquia

Deixar de contratar o seguro pode parecer uma boa alternativa porque alivia o orçamento de mais uma parcela a ser paga. Mas, quando as emergências acontecem, o que era vantagem logo se transforma em dor de cabeça para o proprietário, que não tem a quem recorrer.

“O brasileiro ainda é um pouco mais resistente a fazer seguro de veículo se comparado a outros países. Porém, a prática é recomendada já que a exposição do bem ao risco é grande. Não apenas em caso de roubo ou furto, mas também na ocorrência de leves batidas ou falhas técnicas”, explica o diretor comercial da Webmotors, Thiago Andrade. Há ainda que se considerar os acidentes em que você é o culpado e precisa arcar com os custos do conserto de outros veículos.

Ao acionar a seguradora, será necessário pagar a franquia,  um valor obrigatório cobrado para efetuar os consertos necessários. Mas fique atento, pois isso só vale a pena quando o custo de reparo for maior que a franquia. Por isso, em alguns casos pode ser mais vantajoso pagar por fora.

compra do carro e o seguro

Antes de fechar o negócio, pesquise em diferentes seguradoras para garantir o melhor preço. Foto: iStock, Getty Images

O que cuidar ao contratar seguro e franquia

Para Andrade, um dos principais cuidados ao contratar um seguro é ser o mais preciso nas informações repassadas. Saber quantas pessoas dirigem o veículo e qual a quilometragem rodada em média, por exemplo, são dois itens que influenciam na cotação e, em caso de sinistro, no pagamento do prêmio.

Também não deixe de fazer um orçamento em pelo menos três seguradoras diferentes. Cada uma delas pode apresentar valores diferentes, mas também um modelo de atendimento que pode, ou não, se adequar ao seu perfil como condutor.

Seja criterioso ainda na hora de selecionar quais vão ser os serviços contratados. Muitos seguros oferecem opções complementares que podem ser úteis, como o reboque e  o carro reserva. Mas eles não são obrigatórios e a escolha vai depender dos recursos financeiros que você dispõe e das suas necessidades.

Conta pré-paga no celular

Se você não consegue poupar o suficiente para pagar o seguro, uma opção é manter uma conta pré-paga para controlar esse dinheiro. Conheça o Vivo Zuum, um serviço que funciona como uma conta corrente pré-paga no celular. Com ele você pode transferir dinheiro para outra pessoa que também tenha uma conta como essa, de qualquer lugar.

> Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

Gostou das dicas sobre seguro e franquia? Compartilhe!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
Casal melhora as finanças pessoais
Comprar tablet