Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Segredo para obter retorno financeiro nos investimentos é diversificar

A- A+

Você decidiu tornar-se um investidor, já planeja por onde começar, mas não sabe bem qual será o retorno financeiro obtido, nem o que fazer para deixá-lo mais atrativo ao bolso.

Quando se fala em rentabilidade nos investimentos, é mesmo difícil ter certeza de algo. E isso acontece por que as aplicações dependem de diversos fatores, variáveis difíceis, e porque não dizer, impossíveis de se prever.

Como exemplo, o consultor financeiro Bruno Papi, fundador do site General Investidor, cita a renda fixa, que pode gerar perdas se a inflação subir demais ou, no caso dos títulos públicos, se a venda ocorrer antes do vencimento.

Já quando o assunto é investimento de renda variável, o prognóstico se torna ainda mais difícil. Ações, fundos imobiliários e commodities oscilam de preço para cima e para baixo o tempo inteiro.

Homem conquista bom retorno financeiro

Ao diversificar os investimentos, aumenta a chance de melhorar a rentabilidade. Foto: Shutterstock

Retorno financeiro mais confiável

Então, se calcular o risco é tão difícil, qual é a melhor maneira de obter um retorno financeiro confiável? De acordo com Papi, o segredo está na diversificação da carteira de investimentos. Segundo ele, ao mesclar as duas modalidades, é possível se beneficiar das altas variações da renda variável e proteger o capital na parte em renda fixa.

A sugestão é investir parte da carteira em títulos que protegem contra a inflação e outra em ações e fundos imobiliários que possuem expectativa de retorno muito superior, seja na valorização do papel ou nos dividendos e aluguéis que esses investimentos pagam periodicamente.

Atualmente, há títulos públicos que podem ser comprados através do Tesouro Direto que rendem uma taxa mais a inflação do período. Além de não darem prejuízo, podem resultar em um retorno financeiro maior. Mas nada comparado a uma ação, que mesmo em meio à crise pode superar a rentabilidade do título, embora não haja certeza nisso.

Ou seja, ao se expor em uma única modalidade, seja renda fixa ou renda variável, o investidor desequilibra sua carteira de investimentos, aumentando o seu risco ou diminuindo o seu retorno financeiro. Isso se torna inevitável quando não é feita uma diversificação nos investimentos.

Como equilibrar a carteira de investimentos

Para ter uma carteira que de investimentos que proporcione um melhor retorno financeiro, é preciso equilibrá-la.

Não existe nenhuma receita de bolo nesse caso que irá lhe dizer qual é a porcentagem certa de se aplicar em cada modalidade. Para o investidor e fundador do site Investidor Inteligente, Lucas Andrade, a dica é dividir entre 75% renda fixa e 25% ações.

Ainda assim, é recomendado a busca de um especialista para fazer uma análise detalhada da sua carteira de investimentos e do seu perfil de investidor. Assim, você alia a diversificação com a segurança, sempre em busca de um maior retorno, sem descuidar da proteção do seu patrimônio.

Você vai se interessar por:

Teste: Você está preparado para começar a investir no Tesouro Direto?

Conheça os títulos negociáveis e veja cuidados na hora de investir

Como investir meu dinheiro? Veja dicas para uma aplicação financeira

Segurança para você e sua família

Mais do que estar com suas finanças protegidas e realizar bons investimentos, manter a segurança da sua família é a melhor cobertura. Com o Seguro de Vida Plus, você protege seus beneficiários em caso de morte e morte acidental e ainda conta com auxílio funeral. Entre em contato com Central de Relacionamento – Parceria Seguros Vivo e contrate o seu.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Gosta de dicas sobre investimentos? Cadastre-se e receba a nossa newsletter.

O controle financeiro pessoal e o futebol
como montar uma padaria
Ela aposta na longevidade saudável
Conversando sobre direitos do consumidor do plano de saúde
Pacientes com mais de 60 anos têm direito a acompanhante em caso de internação. Foto: iStock, Getty Images
Passo a passo para planejar financeiramente a gravidez