Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

São Luís do Maranhão tem um dos menores custos de vida das capitais

A- A+

Morar em São Luís do Maranhão reserva alguns privilégios. Além de ser uma cidade abençoada pelas belezas naturais, especialmente as lindas praias, o custo de vida da capital maranhense é relativamente baixo se comparado a outras cidades de porte semelhante.

Segundo o site  Custo de Vida, uma iniciativa que compara cidades brasileiras a partir dos relatos de usuários, São Luís está em 18° lugar no ranking das capitais com maior custo de vida e na 67ª posição na classificação nacional.

Morar em São Luís do Maranhão reserva alguns privilégios.

Custo da alimentação na cidade não está entre os mais altos do país. Foto: Divulgação, Prefeitura de São Luís

Análise do custo de vida em São Luís do Maranhão

Para Pablo Rebouças, economista e secretário Adjunto de Desenvolvimento Sustentável da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento de São Luís, o mais importante a se observar no levantamento é cruzar essa informação com outros indicativos, como a renda per capita das capitais com o IDH.

Com esse cruzamento, segundo Rebouças, é possível verificar o impacto no poder de compra do cidadão, ou seja, o que sua renda permite consumir para aquele nível de preços verificados.

Ele destaca que São Luís tinha em 2012, segundo o IBGE, o 11° PIB per capita das capitais e ocupava a 22° posição na renda per capita. “Isso demonstra uma discrepância entre a quantidade de riqueza gerada por habitante em relação à quantidade de renda que o mesmo tem para o consumo”, diz. “O IDH é o 15° entre as capitais, e o IDH Renda é o 21°”, completa.

Cesta básica mais cara em São Luís do Maranhão

Seguindo essa linha, outra estatística que ajuda a determinar o custo de vida de uma localidade é o valor da cesta básica. Nesse sentido, o preço em São Luís do Maranhão teve queda entre agosto e setembro, passando a valer R$ 265,26, segundo o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc).

Entre os doze produtos que compõem a cesta, cinco contribuíram para a sua redução: a banana (-10,3%), o tomate (-8,1%), o arroz (-4,3%), a carne (-2,2%) e o óleo (-1,3%). Enquanto outros sete apresentaram aumento: o feijão (11,2%), a farinha (8,0%), o leite (4,4%), o açúcar (3,2%), a manteiga (1,6%), o café (0,5%) e o pão (0,2%).

Nos locais pesquisados, a carne foi o produto com maior oscilação de preço no mês de setembro, variando entre R$ 7,63 e R$ 17,99. A menor variação foi no óleo de cozinha, sendo R$ 3,59 o valor máximo e R$ 2,49 o valor mínimo.

Peso no bolso

Num comparativo, no mês de setembro, o trabalhador precisou de 74 horas de serviço para obter o montante equivalente ao valor da cesta básica. Quem ganha um salário mínimo comprometeu 33,7% da sua renda para adquirir os produtos, enquanto o restante é direcionado cobrir outras despesas básicas, como habitação, vestuário, transporte, higiene e lazer.

Para se ter uma ideia de quanto a sobra do salário é comprometida, confira a seguir o custo médio de alguns produtos e serviços em São Luís, levantados pelo site colaborativo Expatistan, que estima preços em quase duas mil cidades do mundo.

Combo em um fast-food R$ 17,00
1kg de tomate no supermercado R$ 3,90
Contas básicas em um apartamento de 85m² com duas pessoas R$ 222,00
Calça jeans de uma boa marca R$ 217,00
Duas entradas para o cinema R$ 22,00
Tíquete mensal em um transporte público R$ 121,00

Você vai se interessar por:

Realidade do restante do estado

Além da capital, outras cinco cidades tem um custo de vida similar no Maranhão, principalmente Imperatriz, e com destaque também para Timon (cidade dormitório de Teresina-PI, separada apenas pelos rio Parnaíba), Caxias, Balsas (nova fronteira agrícola) e Santa Inês (um centro de confluência rodoviária).

Os outros 212 municípios não elencados dependem principalmente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e das transferências do Estado e da Previdência Social, tal é a baixa performance de geração de riqueza.

Segundo Rebouças, o Governo do Estado tem se mostrado sensível à essa deformidade econômica e social e criou um programa de incentivos e de atração de investimentos exclusivo para os 30 municípios de menor IDH do Maranhão, como forma de minimizar a disparidade e, em longo prazo, gerar mais riqueza e melhorar a qualidade de vida.

 

Como você lida com o custo de vida em São Luís do Maranhão? Deixe seu comentário.

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
Dicas para quem pensa em vender bens para pagar dívidas
seudinheiro-Compras-de-supermercado
sair da casa dos pais