Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba usar um programa de fidelidade de forma vantajosa

A- A+

Ter cartão de crédito, utilizá-lo bem, com uma boa gestão de fluxo de caixa e ainda contar com um programa de fidelidade e seus diversos benefícios é muito válido. Mas será que você está preparado para usar tudo isso como uma vantagem para seu bolso?

Segundo a educadora financeira Cintia Senna, muitos consumidores podem se enganar ao querer comprar de tudo um pouco com o cartão de crédito, na intenção de acumular pontos para troca por produtos e serviços, mas acabam gastando mais do que podem arcar. Nesse cenário, quando chega a fatura, restam o susto e as dores de cabeça.

Assim como qualquer outra modalidade de pagamento, o cartão de crédito precisa ser usado de maneira correta. Ter um programa de fidelidade vinculado ao seu “dinheiro de plástico” não deve ser sinônimo de gastos ilimitados. Você não vai querer trocar pontos por dívidas, não é mesmo?

Participar de programa de fidelidade garante vantagens.

Suas compras podem se transformar em vantagens com o programa de fidelidade. Foto: iStock, Getty Images

Como contratar um programa de fidelidade

Participar de um programa de fidelidade e usá-lo de forma vantajosa não é difícil. Confira cinco dicas da educadora financeira Cintia Senna para ter sucesso nesse desafio:

1. Estime seus gastos

Analise quais são seus gastos mensais e quanto dessas despesas se convertem em pontos. Não queria dobrar ou triplicar seus gastos só pelos pontos.

2. Calcule seus pontos

Verifique junto à operadora do cartão quantos pontos você consegue com esse gasto mensal estimado.

3. Atente à validade

Veja qual a validade de cada ponto que faz. Há cartões nos quais o limite de validade é de 12 meses, enquanto outros permanecem por 24 meses. Muitas vezes, os pontos acabam expirando e você não teve oportunidade de utilizar. Não corra esse risco.

4. Saiba quando trocar

Confira também qual a quantidade mínima de pontos que precisa acumular para começar a trocar por produto e serviços. Ela pode ser alta em relação à sua necessidade e possibilidade de acúmulo.

5. Conheça a anuidade

Cerifique-se de qual é o valor de sua anuidade. Muitas vezes, aquilo que conseguir com os pontos você estará destinando à tarifa cobrada pelo cartão.

“Como nem todos os cartões podem ser para o seu perfil, escolher aquele que está mais adequado à sua realidade, e os benefícios que terá versus o seu esforço para obter e usufruir desses programas, é a melhor saída”, explica Cintia.

Você vai se interessar por:

Compras no atacado rendem descontos em grandes quantidades

Desconto online: quais são as vantagens de comprar utilizando cupons

Eventos como a Black Friday são o paraíso para quem busca descontos

Outra análise que precisa ser feita é comparativa, entre os produtos e serviços adquiridos com pontos e quanto eles valem em reais. Segundo a educadora financeira, pode sair mais caro do que comprar com dinheiro – um mal uso do programa de fidelidade. “A dica é: verificar, comparar e só depois definir corretamente a destinação desses pontos”, resume.

Um programa de fidelidade só trará prejuízo se não for bem utilizado. Ou seja, se você começar a gastar compulsivamente com a finalidade apenas de acumular de pontos. Para que isso não aconteça, Cintia recomenda comprar apenas o necessário e conquistar os pontos de forma equilibrada.

 

Você tem uma boa dica? Deixe um comentário.

metas de curto médio e longo prazo
quando vale a pena comprar título de capitalização
como conseguir desconto na compra de livros
exemplos de produtos supérfluos
como pechinchar na internet
como conseguir desconto em faculdade particular