Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba quanto custa um mochilão pela América do Sul

A- A+

Quer se aventurar pelos países vizinhos ao Brasil? É bom orçar o peso dessa viagem no bolso. Calcular quanto custa um mochilão pela América do Sul é etapa importante desse planejamento. E isso depende da quantidade de dias e do nível de conforto que você irá exigir.

Quanto custa um mochilão pela América do Sul

Os encantos de Machu Picchu são só um dos destinos a visitar pela região. Foto: iStock, Getty Images

Quanto custa um mochilão pela América do Sul

Mochileiros mais experientes calculam uma média de US$ 40 por dia para aqueles que optam pela economia máxima. Mas o que entra nessa conta?

Nas capitais da Argentina, Uruguai, Chile, Paraguai, Peru, Bolívia, Equador, Colômbia e Venezuela, a diária média de um hostel varia de US$ 8 a US$ 15. Vale lembrar que esta é uma das formas mais baratas de hospedagem, perdendo (ou empatando) apenas para o couchsurfing.

Também vale destacar que em hostels ou similares é melhor optar por uma cama em dormitório coletivo, que é a modalidade mais barata. Já no couchsurfing, você pode conseguir hospedagem gratuita e ainda ganhar um bela bagagem cultural por meio do convívio com uma família nativa.

Tirando o valor da hospedagem, a dica é procurar alimentação de baixo custo e economizar no transporte. Para se deslocar entre uma cidade e outra, os ônibus ou trens noturnos costumam ser mais baratos.

Quanto às passagens aéreas, é melhor comprar ida e volta para destinos diferentes, ou seja, para os locais exatos de chegada e partida (sem a necessidade de voltar ao ponto de origem). É uma forma de economizar nos bilhetes. Partir de destinos com grande oferta de voos também é mais barato em comparação a cidades pequenas, com poucas opções.

No que se refere aos passeios, uma das vantagens da América do Sul é que eles se resumem basicamente a entradas de museus, o que torna os custos mais leves. Mas como em qualquer situação, há exceções.

Nos destinos de neve, esquiar pode chegar a valores exorbitantes. Já o Peru, embora apresenta precinhos mais camaradas, tem em Machu Picchu um destino com valores similares à Europa.

A média de US$ 40 por dia não inclui passagens aéreas, nem seguro viagem, que é importante contratar. Entretanto, os mochileiros experientes – e menos exigentes – conseguem gastar menos. Alguns gastam até a metade desse valor.

O grande segredo para economizar em qualquer viagem é a organização prévia. O ideal é fazer um roteiro detalhado, planejando todo o seu tempo de permanência em cada local. Se orçamento for baixo, é melhor fazer menos deslocamentos, uma vez que o transporte encarece bastante o passeio.

Você vai se interessar por:

Encontre sua passagem no Vivo Compras

Agora que já sabe quanto custa um mochilão pela América do Sul, é hora de pesquisar preços e programar suas férias. E para isso o Vivo Compras pode ser um excelente aliado: o portal ajuda a encontrar as passagens aéreas mais baratas, os pacotes turísticos de melhor custo-benefício e as opções de hospedagem que cabem no seu bolso.

Seu cartão para os gastos na viagem

Se você quer um cartão para pagar por seus gastos durante a viagem é só escolher aquele que mais se adapta às suas necessidades e exigências. Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza.

Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Gostou de saber quanto custa um mochilão pela América do Sul? Compartilhe!

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito