Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba quais são os destinos mais baratos para intercâmbio

A- A+

Está planejando fazer uma jornada de estudos no exterior? Vale considerar alguns dos destinos mais baratos para intercâmbio. Com uma boa preparação, cuidando dos detalhes da viagem, você descobre que é possível realizar seu sonho sem precisar gastar muito.

Um dos destinos mais baratos para intercâmbio

Optar por um país onde se possa estudar e trabalhar é alternativa econômica. Fotos: iStock, Getty Images

Os destinos mais baratos para intercâmbio

Conforme Ana Flora Bestetti, gerente da CI Intercâmbio e Viagem, os destinos mais baratos para intercâmbio atualmente são África do Sul, Nova Zelândia,  Austrália e Malta. Mesmo com a alta do dólar, ela garante que a procura continua grande, mas exige algumas adaptações do aluno.

“Os clientes estão fazendo algumas mudanças. Ou diminuem o tempo de estadia ou optam pela fórmula de estudo e trabalho”, afirma.

A maioria dos intercambistas, explica ela, tem entre 15 e 28 anos, de ambos os sexos. “O principal desejo dessas pessoas é estudar idiomas e ganhar uma vivência internacional”, aponta.

Confira as características que marcam os destinos mais baratos para intercâmbio:

África do Sul

É preciso gostar de aventura para realizar um intercâmbio na África do Sul. O país reúne paisagens incríveis, mas também é preciso ter uma certa maturidade para saber aproveitá-las. Por isso, os estudantes geralmente são maiores de 21 anos.

Nos meses de maio, junho e julho, é possível curtir as ondas de Jeffrey Bay. Para quem gosta de sossego, o Vale dos Vinhedos, no Cabo Oriental, é uma atração incrível, com direito à degustação de vinhos. Para os interessados em história, conhecer o Cabo da Boa Esperança é uma excelente opção.

Mas se a ideia é adicionar um pouco de adrenalina à viagem, melhor ir até Durban, que conta com o maior Big Swing do mundo. O brinquedo é semelhante ao bungee jump, porém em forma de balanço.

Um dos destinos mais baratos para intercâmbio

Nova Zelândia

Na Nova Zelândia, o intercambista pode obter permissão para trabalhar enquanto estuda e o caso mais comum é o do estudante de Inglês. Para ter a permissão de trabalho é necessário estar matriculado em cursos com duração mínima de 14 semanas em uma escola de categoria 1, com carga horária de 20 horas por semana. Estudantes matriculados em cursos de ensino superior também podem obter a permissão de trabalho. Nesses casos, além das 20 horas semanais também é possível trabalhar em período integral nas férias acadêmicas. Estudantes de mestrado acadêmico e doutorado podem trabalhar em período integral durante todo o programa.

Com paisagens exuberantes, é um destino procurado por pessoas que tenham um estilo de vida ligado à natureza. As cidades que mais recebem estudantes são Auckland, Christchurch e Queenstown.

Um dos destinos mais baratos para intercâmbio

Austrália

A Austrália tem as mesmas regras da Nova Zelândia quanto ao trabalho de estudantes. É comum começar em atividades corriqueiras, como entregador de jornais ou lavador de pratos. Os mais fluentes podem trabalhar como garçom ou garçonete.

As cidades mais cogitadas para intercâmbio são Sidney, Perth, Brisbane e Gold Coast – esta está sempre em alta, pois é um misto de praias famosas, a modernidade dos arranha-céus e uma vida noturna que exige muita disposição.

Um dos destinos mais baratos para intercâmbio

Malta

A República de Malta é uma ilha situada entre o Sul da Itália e a Grécia. Sua localização, por si só, já a torna um local extremamente interessante. Além de ter despesas menores em relação a outros destinos de intercâmbio, este país ainda tem outros atrativos.

Um dos principais é que está situada a poucos minutos de outros centros históricos. Assim, o estudante pode, durante sua jornada, conhecer os países vizinhos sem gastar quase nada. Além dos idiomas oficiais – o maltês e o inglês – o italiano é bastante falado devido à proximidade geográfica com a Sicília.

Um dos destinos mais baratos para intercâmbio

Você vai se interessar por:

Seu cartão para os gastos na viagem

Se você quer um cartão para pagar por seus gastos durante a viagem é só escolher aquele que mais se adapta às suas necessidades e exigências. Com os Cartões de Crédito Vivo, você pode parcelar em até 12 vezes sem juros nas lojas Vivo e somar pontos no programa de recompensas Vivo Valoriza.

Oferecidos em parceria com o Itaú e o Santander, eles também dão bônus e pontos para você falar mais em ligações para telefone fixo ou de longa distância, enviar SMS e acessar a internet, além de descontos em cinema e muitas outras vantagens.

> Cartões de Crédito Vivo: Conheça as vantagens

Qual dos destinos mais baratos para intercâmbio é seu preferido? Compartilhe as dicas!

melhores universidades do brasil
quando vale a pena ter cartão de credito
como cancelar pedido feito no cartão de crédito
reembolso no cartão de credito
formas de pagamento para fazer compras pela internet
como entender a fatura do cartão de crédito