Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba o que uma carteira de investimentos bem diversificada deve conter

A- A+

Se você já leu outros artigos com dicas financeiras, provavelmente se deparou com esta frase: “não coloque todos os ovos no mesmo cesto”. Esse é um grande clichê do mundo das aplicações, mas não deixa de ser verdadeiro. Você sabe o que uma carteira de investimentos bem diversificada deve conter?

A razão para diversificar os investimentos é muito simples: quanto menor a variedade de aplicações do seu dinheiro, maior será o impacto que um eventual prejuízo em algum índice causará ao seu bolso. Investir em títulos de maior e menor volatilidade, risco, liquidez e prazo é uma maneira de se precaver e não ficar vulnerável às oscilações do mercado.

Avaliando o que uma carteira de investimentos bem diversificada deve conter

A metáfora dos ovos em cestos diferentes é muito usada na educação financeira. Foto: iStock, Getty Images

Mas isso não quer dizer que existe uma carteira de investimentos ideal, ou que todas devam ser iguais. A estratégia financeira precisa respeitar o perfil do investidor, que pode ser:

  • Conservador: evita riscos a qualquer custo
  • Moderado: gosta da segurança, mas aceita algum risco
  • Arrojado: investe a longo e médio prazo, em títulos com maior volatilidade
  • Agressivo: aceita grandes riscos porque almeja as maiores rentabilidades.

O que uma carteira de investimentos bem diversificada deve conter?

Para montar a sua carteira de investimentos, você precisa buscar a proteção e o aumento do patrimônio. A diversificação é mais eficiente quando os ativos têm baixa correlação entre si. Assim, se algum índice do mercado puxar o rendimento de uma aplicação para baixo, é menos provável que aconteça o mesmo com as demais, que estarão relacionadas a índices distintos.

Veja, abaixo, o que uma carteira de investimentos bem diversificada deve conter:

Ações diversas

Se a recomendação é diversificar os investimentos entre vários tipos de ativos, nesta categoria, em particular, também convém espalhar os ovos em vários cestos. Isso quer dizer que o investidor não deve apostar nas ações de apenas uma empresa, mas sim em mais de 10, se possível. A alternativa é apostar em um fundo de ações.

Fundos DI

Esse é um investimento que está atrelado à taxa Selic. Sua rentabilidade é menor do que outros investimentos parecidos, mas ele possui a grande vantagem de ter uma alta liquidez. Ou seja, é um dinheiro que poderá ser resgatado a qualquer momento para as suas necessidades corriqueiras.

CDB

No Crédito de Depósito Bancário (CDB), é como se você emprestasse dinheiro ao banco, e pudesse recuperá-lo em um prazo predeterminado, acrescido de uma taxa de juros, geralmente atrelada ao Certificado de Depósito Interbancário. O investimento é seguro porque é protegido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Tesouro Direto

Não são poucos os que dizem que o Tesouro Direto é o melhor produto financeiro brasileiro. Além do baixo risco, sua grande vantagem é oferecer várias opções de investimento, que podem ser pré ou pós-fixados, com liquidez diária ou não.

Nas LTN, por exemplo, o investidor saberá exatamente quanto sua aplicação vai render na data de vencimento do título. Já as NTN-B paga o índice IPCA (que mede a inflação no país) mais uma taxa fixa de juros semestrais.

Você vai se interessar por:

Segurança para você e sua família

Mais do que estar com suas finanças protegidas, manter a segurança da sua família é a melhor cobertura. Com o Seguro de Vida Plus, você protege seus beneficiários em caso de morte e morte acidental e ainda conta com auxílio funeral. Entre em contato com Central de Relacionamento – Parceria Seguros Vivo e contrate o seu.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Agora que você já sabe alguns ativos que uma carteira de investimentos bem diversificada deve conter, crie a sua estratégia de investimentos e boa sorte!

O controle financeiro pessoal e o futebol
Ela aposta na longevidade saudável
Conversando sobre direitos do consumidor do plano de saúde
Pacientes com mais de 60 anos têm direito a acompanhante em caso de internação. Foto: iStock, Getty Images
Passo a passo para planejar financeiramente a gravidez
Opção para investir em commodities