Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba o que é um fundo de investimento e quando vale investir nele

A- A+

Existem diversas modalidades de aplicações para quem quer alocar o seu capital. Para decidir qual é a melhor alternativa, é preciso conhecê-las bem. Saber o que é um fundo de investimento, por exemplo, já é um começo.

Apesar de ser um conceito relativamente simples, os fundos de investimento são divididos em diversas classes, considerando os fatores de risco a que estão expostos os ativos que compõem a sua carteira. Conheça um pouco mais sobre esse tipo de aplicação financeira e veja se ela é uma opção interessante para você.

CVM explica o que é um fundo de investimento

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) define o que é um fundo de investimento da seguinte forma: “É uma estrutura formal que reúne recursos financeiros de diversos investidores, para investimento conjunto”.

Na prática, essa estrutura formal é criada por um administrador, normalmente uma instituição financeira, que define as regras gerais de participação e organização. Essas informações reunidas formam o regulamento do fundo. A partir desse momento, o fundo é aberto para aplicações e é aí que o assunto pode começar a ficar interessante para você.

o que é um fundo de investimento

Os fundos de investimento são divididos em classes, de acordo com o risco dos seus ativos. Foto: iStock, Getty Images

Cada investidor que aplica seus recursos em fundo de investimento está adquirindo uma cota na proporção do capital aplicado. Por exemplo, se um Fundo X tem um patrimônio (soma de todo dinheiro investido) de R$ 100 mil, dividido em 10 mil cotas iguais, cada uma valendo R$ 10,00, você, ao investir R$ 500, estará adquirindo 50 cotas.

Com o patrimônio formado, o fundo investirá os recursos no mercado financeiro e de capitais, por intermédio de um profissional especializado, chamado de gestor de carteira. Esse profissional pode ser o próprio administrador ou um terceiro contratado.

Os investimentos realizados são baseados em objetivos e políticas de investimento pré-definidos, e poderão valorizar ou não. É isso que definirá a valorização ou a desvalorização das cotas e, por consequência, a rentabilidade dos cotistas.

Fundo aberto e fundo fechado

Os fundos têm basicamente dois tipos de formação. Os chamados condomínios abertos, em que o resgate das cotas pode ser solicitado a qualquer momento, e os fechados, em que a retirada só se dá no término do prazo de duração do fundo. Essa classificação determina, de certa maneira, os diferentes modos de como investir no fundo.

Quatro classes de fundo

Além desses dois tipos de formação, os fundos são divididos em diferentes classes. Confira algumas das principais.

  • Fundos de curto prazo: considerados bastante conservadores quanto ao risco, sendo compatíveis com objetivos de investimento de curto prazo, pois suas cotas são menos sensíveis às oscilações das taxas de juros.
  • Fundos referenciados: acompanham a variação de determinado indicador de desempenho definido em seu objetivo. O mais conhecido é o chamado Fundo de DI, ligado a oscilação diária das taxas de juros no mercado interbancário. São um pouco mais sensíveis às variações do período, embora ainda sejam considerados de baixo risco.
  • Fundos de renda fixa: devem aplicar pelo menos 80% de seus recursos em ativos de renda fixa. Portanto, têm como principal fator de risco a variação da taxa de juros ou de índice de preços.
  • Fundos de ações:  deve-se investir no mínimo 67% do seu patrimônio em ações.  São mais compatíveis com objetivos de investimento de longo prazo, que suportam uma maior exposição a riscos em troca de uma expectativa de rentabilidade mais elevada.

Você vai se interessar por:

Segurança para você e sua família

Mais do que estar com suas finanças protegidas, manter a segurança da sua família é a melhor cobertura. Com o Seguro de Vida Plus, você protege seus beneficiários em caso de morte e morte acidental e ainda conta com auxílio funeral. Entre em contato com Central de Relacionamento – Parceria Seguros Vivo e contrate o seu.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Entendeu o que é um fundo de investimento ou ainda tem dúvidas? Comente!

quando vale a pena comprar título de capitalização
oscilações da Bolsa de Valores
investir para viajar
agência de classificação de risco
investimento para quem tem ate R$ 10 mil
investir em imóveis