Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba definir a melhor forma de pagar faculdade

A- A+

Ver o seu nome no listão dos aprovados do vestibular gera uma emoção indescritível e única, não é mesmo? Mas na etapa seguinte, conseguir pagar faculdade pode ser um desafio ainda maior. Além de todo o esforço para entrar, no caso das instituições particulares, é preciso habilidade na gestão das finanças para alcançar o diploma.

Economizar ajuda a pagar faculdade.

Conhecer os valores e opções antes de mesmo de ingressar na universidade é importante. Foto: Shutterstock

Como pagar faculdade sem traumas

Não é que faltem opções. Muitas vezes, pela necessidade de acelerar a formatura, o estudante acaba por recorrer a financiamentos com juros mais altos. Nesses casos, o problema aparece após a formatura, na hora de quitar a dívida. Afinal, nem sempre o profissional encontra rapidamente um emprego com salário compatível.

Para pagar faculdade sem traumas posteriores, conheça as dicas abaixo:

Defina a universidade antes

Na medida do possível, ainda antes de prestar vestibular, é interessante avaliar as instituições de ensino que oferecem o curso que você deseja. Algumas delas concedem bolsas de estudo – que podem chegar a 100% do valor, porém são bastante procuradas.

Outras concedem um desconto significativo para os cursos de licenciatura. O interessante é verificar todas as modalidades de redução de valores antes mesmo do ingresso. É uma forma de pensar mais adiante.

Desconto à vista

Se você tem um dinheiro guardado, muitas vezes, vale a pena adiantar o pagamento do semestre, ao invés de dividi-lo em parcelas. Geralmente, a prática rende bons descontos. Mesmo diluindo o valor ao longo do semestre, pagar tudo ainda pode ser mais vantajoso.

Fies

O financiamento estudantil concedido pelo governo federal ainda é o que possui as menores tarifas na hora de pagar. O percentual de desconto no Fies varia bastante conforme a renda familiar, mas ainda assim vale a pena.

Financiamentos particulares

Embora não sejam os mais acessíveis, pode ser válido recorrer a um deles por apenas um ou dois semestres, até que se consiga uma alternativa mais barata.

ProUni

Quem cursou o Ensino Médio em escola pública ou foi bolsista em instituição particular pode concorrer ao ProUni, mantido pelo Ministério da Educação. O pré-requisito para a bolsa – que pode ser parcial ou integral – é ter atingido pontuação mínima de 450 no Enem e redação com nota superior a zero.

Além disso, a renda familiar não pode ultrapassar um salário e meio. A grande vantagem é que, no caso das bolsas parciais, é permitido complementar com outros financiamentos.

Sisu

Também mantido pelo Ministério da Educação, o Sisu é voltado ao ingresso nas instituições públicas de ensino. Estudantes com boa pontuação no Enem podem pleitear o programa, escolhendo as universidades de seu interesse já no ato da inscrição.

Pravaler

Essa modalidade de crédito tem uma vantagem: além da graduação, pode ser utilizada também para pós-graduação, MBA, mestrado, doutorado e cursos técnicos, com juros que variam entre 0% e 2,19% ao mês. A diferença dos demais é que é necessário comprovar renda mínima de duas vezes o valor da mensalidade.

Você vai se interessar por:

Economize com o Vivo Zuum

Se você quer pagar as contas de uma forma prática e dentro do seu limite financeiro, o Vivo Zuum é uma excelente opção. Trata-se de uma conta corrente inteiramente gerenciável por celular, que permite o pagamento de boletos, transferências e recargas de celular. Se preferir adquirir o Cartão Vivo Zuum, você ainda pode fazer saques e compras no débito.

> Vivo Zuum: Tenha conta corrente com cartão, sem banco, sem complicação

E para você, qual a maneira mais econômica de pagar faculdade? Comente!

Pokémon Go
como lucrar vendendo artesanato
como lucrar vendendo cosméticos
como abrir uma academia de ginástica
como abrir uma pizzaria
como montar uma drograria