Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Alta do dólar dos Estados Unidos exige atenção de quem vai viajar

A- A+

Tudo pronto para a sua viagem internacional, planejamento feito e custos estimados, mas você não contava com a alta do dólar dos Estados Unidos? O valor da moeda americana frente ao real tem acumulado recordes, chegando e até ultrapassando a casa dos R$ 3,50.

Esse cenário econômico não pode ser ignorado durante a sua viagem, não importa se ela tem motivação pessoal ou profissional. Entenda os impactos da alta do dólar e veja como proteger as suas finanças durante o passeio.

Real perde valor frente ao dólar dos Estados Unidos

Moeda brasileira vem acumulando perdas frente ao dólar americano. Foto: iStock, Getty Images

Prevenção é o melhor remédio

Devido às condições da economia brasileira, as oscilações do valor do dólar dos Estados Unidos frente ao real são comuns. Ora valoriza, ora desvaloriza. Portanto, pessoas que têm a intenção de viajar devem aproveitar os momentos de baixa para comprar a moeda a ser usada durante o passeio.

“Sempre que vendo uma passagem com antecedência, aconselho que o passageiro compre dólar assim que tiver disponibilidade”, diz Rogério Rocha, gerente da agência de viagens Total Travel. “Se deixarem para comprar em épocas de alta, como agora, o custo será altíssimo”, completa.

Se você não tem experiência em lidar com a moeda estrangeira, não hesite em pedir ajuda. Rocha aconselha a comprar dólar dos Estados Unidos em casas de câmbio conhecidas ou ainda pedir auxílio ao seu agente de viagens. “Qualquer centavo que você poupar será significativo no valor final”, pondera.

Enfrentando a alta do dólar dos Estados Unidos

Mesmo com os valores altos do dólar atualmente, se você está de viagem marcada, terá que comprar alguma quantia. Então, sempre é bom seguir algumas dicas para economizar e não perder dinheiro com a oscilação da moeda.

Comprar dólar com dinheiro vivo, independentemente se o preço estiver maior ou menor, costuma ser indicação de especialistas. Se você tiver essa possibilidade, considere seguir a dica.

O cartão de crédito é um instrumento de pagamento com várias vantagens para quem sabe utilizá-lo. Mas em uma viagem ao exterior com o cenário de dólar alto, você precisa ter muito cuidado para não se atrapalhar financeiramente.

É preciso considerar, por exemplo, a incidência de IOF, que é de 6,38% sobre compras e pagamentos realizados no exterior com essa modalidade. O mesmo vale se você utilizar um cartão de débito. Não esqueça de incluir esse custo no seu planejamento financeiro para a viagem.

Ao fazer compras com cartão em viagens internacionais, você também deve lembrar que a conversão da moeda é realizada com base no câmbio da data do fechamento da fatura. Isso não é necessariamente ruim, afinal, o valor do dólar dos Estados Unidos pode estar menor do que na data em que você usou efetivamente o cartão.

Em razão dessa característica do cartão de crédito, é ainda mais importante você estar ligado no mercado e acompanhar as tendências da economia. Se você observar que há uma expectativa de valorização do real frente à moeda americana nos próximos 30 dias, se torna atrativo pagar com o “dinheiro de plástico” a compra que fizer hoje em sua viagem ao exterior.

Você vai se interessar por:

Você tem uma dica? Deixe seu comentário.

viagem econômica para a Disney
como economizar na limpeza
o que é fluxo cambial
taxa Ptax
imposto para compras no exterior
passo a passo do processo de exportação