Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba como investir em commodities e conheça seus riscos

A- A+

Tal qual aplicar na Bolsas de Valores, investir em commodities também requer conhecimento e sangue frio para lidar com os riscos e com as oscilações. A volatilidade desse mercado de produtos primários pode ser facilmente notada através dos últimos levantamentos mensais do Índice de Commodities Brasil (IC-Br).

No último indicador divulgado pelo Banco Central, houve alta de 1,47%, na comparação com abril. Já nos últimos 12 meses, o crescimento foi de 9,32%. Isso quer dizer que todas as commodities tiveram elevação? É aí que uma análise superficial pode levar ao engano: enquanto o setor de energia teve números positivos (6,09%), o segmento dos metais teve queda de 2,33%.

Para o coach financeiro Bruno Papi, fundador da empresa General Investidor, a oscilação desses materiais essenciais se deve à sua demanda. Ora um produto está em alta, ora outro. E o investidor que apostar nesse mercado precisa lidar com esse vai e vem.

Opção para investir em commodities

Investimento em commodities agrícolas, como o trigo, tem prazos diferenciados. Foto: iStock, Getty Images

Como investir em commodities

Investir em commodities não é muito diferente do que aplicar no mercado de ações, por exemplo. Mas há algumas diferenças básicas. Enquanto na segunda modalidade se negocia tanto papéis velhos e novos, e há distribuição de dividendos, no mercado futuro, somente se negocia produtos disponíveis para consumo imediato ou para mais adiante.

Não se poderia, por exemplo, negociar o milho consumido há 10 anos. Além disso, quando se investe em commodities, não há participação nos lucros das empresas.

Entendidas as diferenças, já é possível aprender a aplicar nos chamados materiais essenciais. Para isso, primeiro, você compra no mercado futuro um contrato com um grande produtor de trigo, por exemplo, estipulando que ele se compromete a entregar daqui a oito meses cem mil sacos.

Digamos que você se comprometa a pagar R$ 50 por saco. Nessa transação, o seu objetivo é poder vender esse contrato de trigo para algum interessado, antes da sua data de vencimento, por um preço maior pelo saco do que pagou, obtendo lucro na transação.

Diversos fatores interferem na valorização e desvalorização das commodities, conforme explica Papi. “Quando alguma seca atinge uma área grande de cultivo de milho, isso faz com que o preço dessa commoditie suba. Por outro lado, quando muito petróleo é extraído e não há uma demanda para utilizar todo esse estoque, derrubam-se os preços”, completa..

Perfil do investidor

As oscilações constantes aliadas ao alto risco fazem do mercado de commodities uma modalidade que reúne vários tipos de investidores.

Muitos a utilizam para proteção. Empresários que usufruem ou produzem essas mercadorias costumam investir para garantir um preço que possibilite um lucro maior ou um custo menor. Outros diversos investidores especulam nesse mercado por conta da grande volatilidade que pode gerar altos retornos, assim como alto risco.

Dos conservadores aos mais agressivos, todos veem que investir em commodities pode ser um bom negócio, mas isso não significa que seja uma aplicação para qualquer um.

Você vai se interessar por:

Segurança para você e sua família

Mais do que estar com suas finanças protegidas, manter a segurança da sua família é a melhor dica. Com o Seguro de Vida Plus, você protege seus beneficiários em caso de morte e morte acidental e ainda conta com auxílio funeral. Entre em contato com Central de Relacionamento – Parceria Seguros Vivo e contrate o seu.

> Seguros para Você: Conheça seguros de vida e acidentes pessoais

Gostou das dicas para investir em commodities? Compartilhe!

O controle financeiro pessoal e o futebol
investimento para quem tem ate R$ 10 mil
comprar alimentos no atacado
valor da cesta básica em Palmas
valor da cesta básica em Fortaleza
promoções em supermercados