Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba como escolher o colchão certo para uma boa noite de sono

A- A+

Você passa horas na cama, mas quando acorda continua cansado? Ou pior, fica com a sensação de estar ainda mais cansado do que antes de deitar? A explicação para isso pode estar no seu colchão.

O ortopedista Luciano Pellegrino, especialista em cirurgia da coluna, explica que a coluna vertebral suporta o peso do corpo e participa em todos os movimentos que realizamos durante o dia. O período em que ficamos deitados é necessário para a coluna vertebral se recuperar, mas isso fica muito difícil se o colchão não for adequado.

O médico lista alguns elementos que devem ser levados em conta na hora de escolher o colchão certo para que o sono seja realmente reparador e possa garantir sua produtividade no dia seguinte e não prejudicar sua qualidade de vida.

colchao

Colchão deve ser compatível ao seu peso e altura. Foto: iStock, by Getty Images

Colchão certo

O melhor colchão é o que oferece maior apoio para o seu tipo físico. Ele deve ser projetado para distribuir a pressão uniformemente pelo corpo para ajudar a circulação, diminuir o movimento e melhorar a qualidade do sono. O ideal, segundo Pellegrini, é um colchão com densidade ou firmeza média, para garantir o alinhamento natural de sua coluna, ou seja, nem firme demais nem macio demais.

Além da densidade, que deve ser compatível ao seu peso e altura, observe também a garantia oferecida pelo fabricante. Um bom colchão deve durar de oito a dez anos. Se você possui um colchão há mais de dez anos, é hora de comprar um novo. Quando o colchão já foi usado por muito tempo, é ainda mais comum que a pessoa acorde dolorida ou cansada.

Conheças os diferentes tipos de colchão

Quanto ao tipo de colchão (de mola, de espuma, de água), cada um tem vantagens e desvantagens. A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) sistematizou os atributos de cada tipo, para ajudar o consumidor na escolha. Conheça:

Espuma – Oferece bom isolamento térmico, vantagem no inverno, mas não tanto no verão. Adaptam-se tanto a estrados de madeira perfurada e de ripas (mais rígidos) como de molas
(mais suaves).

Molas – Há o risco de as molas se partirem ou perderem elasticidade, provocando deformações do colchão, mas têm melhor ventilação do que os de espuma e os de látex. São mais adequados para quem transpira muito ou vive em regiões de verão quente.

Látex – Compostos por um núcleo de borracha natural ou sintética, são geralmente os mais caros. O látex é perfurado para assegurar uma boa ventilação e regular a firmeza.

Água – Constituídos por um saco de borracha ou PVC cheio de água, são pesados e difíceis de transportar. Adaptam-se bem ao corpo, mas com os movimentos podem causar algum ruído e dificultar o sono.

Ortopédicos – Os verdadeiros colchões ortopédicos são constituídos por gel ou espuma viscoelástica. Esse material permite uma ótima distribuição da pressão e evita feridas em doentes acamados. São bem mais caros que colchões convencionais e não oferecem vantagens para pessoas saudáveis.

Compre com facilidade e segurança

Se você quer encontrar os melhores preços, é bom conhecer o Vivo Compras. Em parceria com a Opte+, a Vivo oferece produtos de lojas virtuais como Ponto Frio, Extra, Fast Shop e Casas Bahia. No portal, é possível encontrar eletrodomésticos, eletrônicos, produtos de informática, móveis, além de passagens aéreas, pacotes e hotéis, sempre com descontos diferenciados.

> Vivo Compras: Encontre os melhores preços para colchões

Gostou das dicas para comprar um colchão? Deixe seu comentário.

vale a pena usar roupas de marca
feiras de trocas
Comprar tablet
Mulher entende o que é carnê-leão
Comprar smart tv
micro-ondas ou forno elétrico