Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba como calcular capital de giro de uma empresa

A- A+

A má gestão financeira está entre os principais motivos que levam empresas à falência. Nessa categoria, subestimar a necessidade de dinheiro em caixa para manter o negócio em operação é um dos erros mais comuns. Por isso, um bom empresário precisa saber como calcular capital de giro de uma empresa.

Eis uma tarefa especialmente sensível quando a empresa está começando, pois, se precisar recorrer a empréstimos bancários para pagar as suas contas, já nascerá acumulando dívidas – isso ainda antes de começar a ter lucro. E pode não haver tempo para se recuperar.

Aprendendo como calcular capital de giro de uma empresa

Empresa precisa de capital de giro suficiente para não precisar pedir empréstimos. Foto: iStock, Getty Images

A importância do capital de giro

São chamados de capital de giro os recursos que a empresa tem para tocar os negócios no dia a dia, custeando as suas necessidades corriqueiras, como o pagamento de salários, aluguel, luz, telefone, reposição de estoque e outros.

Além do dinheiro em caixa, entram na categoria capital de giro os bens que podem ser convertidos em dinheiro em curto prazo, o que inclui produtos em estoques, aplicações financeiras de alta liquidez e contas a receber.

Por que calcular capital de giro

A necessidade de repor produtos em estoque nunca é a mesma de um mês para o outro. Ela vai variar de acordo com as demandas do mercado. Você pode ter uma necessidade repentina de investimento e, para fazer isso, vai utilizar o capital de giro. Portanto, saber como calcular capital de giro de uma empresa é importante para ter um estoque equilibrado.

Quando um cliente parcela o pagamento de uma compra feita na sua empresa, é como se você estivesse aplicando o seu capital de giro para financiar a transação, afinal, você não receberá os valores no ato. Quanto maior for o prazo de pagamento, maior será a quantia de recursos que a empresa precisa ter em mãos para pagar as suas contas.

Por tudo isso, nenhuma decisão financeira deve ser tomada sem critérios. É fundamental conhecer bem os recursos financeiros disponíveis e fazer uma boa gestão do capital de giro, para que não seja necessário recorrer a empréstimos.

Como calcular capital de giro de uma empresa

O controle financeiro da empresa deve ser feito todos os dias, por meio do balanço patrimonial, instrumento pelo qual é possível identificar se o capital de giro está adequado às necessidades da empresa.

O cálculo é simples: CGL = AC – PC. Nessa fórmula, CGL corresponde a capital de giro líquido, enquanto AC é ativo circulante, que diz respeito ao dinheiro em caixa, em aplicações financeiras e contas a receber em breve. Já o PC é o passivo circulante, ou seja, o que o gestor precisará pagar para fornecedores, contas, parcelas de empréstimos e outras despesas.

Se o resultado da conta for positivo, é sinal de que a empresa tem superávit no capital de giro e, portanto, não é necessário recorrer a empréstimos.

Recomenda-se ter sempre um pequeno superávit para evitar surpresas, mas ele não precisa ser muito alto, ou você estaria acumulando dinheiro parado, que poderia ser aplicado em investimentos financeiros ou na empresa.

Você vai se interessar por:

Entendeu como calcular capital de giro de uma empresa? Compartilhe o artigo!

como abrir uma microcervejaria
Eles sabem como tornar o dia mais produtivo
Meu sócio me roubou, o que fazer?
Conversando sobre como desfazer uma sociedade
Usando o poder da mente para ficar rico
Como organizar a vida financeira de uma empresa