Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba como avaliar a relação custo-benefício da ração super premium

A- A+

Quando você tem um pet, é natural que queira oferecer o melhor. Com este mercado em alta, é difícil resistir aos melhores produtos. Por conta disso, muitos donos de cães e gatos têm optado pela ração super premium, mas é preciso saber quando se deve oferecer esse alimento.

Conforme dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), o Brasil é um dos principais mercados emergentes do mundo no setor. O crescimento do País em 2014 foi de aproximadamente 8%, com faturamento superior a R$ 16 bilhões. Isso significa uma disparada no consumo de produtos pet, puxada pelas classes C e D.

racao-super-premium

O custo da ração super premium é bem mais alto em comparação com os outros tipos. Foto: iStock, by Getty Images

O que é a ração super premium

No universo felino e canino, o mundo das rações se divide em três: standard, premium e super premium. A primeira é a mais básica, com menor preço, o que não significa que não seja um bom alimento. A premium já tem ingredientes de melhor qualidade e alguns nutrientes a mais, o que é suficiente para garantir uma pelagem bonita e brilhante.

Já a ração super premium é o alimento que tem as melhores matérias-primas e uma série de suplementos alimentares. Mas, custa bem mais caro! A média de preço de um saco de 12 quilos para um Golden Retriever adulto, por exemplo, é de R$ 200.

A qualidade diferenciada do produto, entretanto, não faz com que todas as raças de cães e gatos precisem necessariamente dele. A ração super premium é recomendada para raças que possuem restrições alimentares ou para pets de alto desempenho – como os atletas, por exemplo – e que necessitam de alimentação mais qualificada.

Quando oferecer a ração super premium

Embora varie conforme a raça e porte do cão ou do gato, o custo da ração super premium é bem mais alto. Contudo, algumas raças específicas precisam desse tipo de alimento devido às suas peculiaridades. E, então, haja fôlego financeiro. Mas, quais seriam elas?

Cães e gatos braquicefálicos – que possuem o maxilar superior reduzido, dando aquela aparência de focinho ‘amassado’ – são os que mais precisam de ração super premium. Entre os cães, as raças pug, buldogue inglês, buldogue francês, boston terrier, cavalier king charles spaniel e shih tzu são alguns exemplos.

Já entre os gatos, os himalaios, persas e burmeses estão entre os mais conhecidos. Devido às diferenças no formato da boca e na traqueia – que muitas vezes é mais estreita em relação a animais comuns – eles precisam de uma alimentação especial para evitar problemas de saúde, como ganho de peso ou doenças graves.

Você se lembrou de alguém ao ler sobre ração super premium? Compartilhe!

como economizar na limpeza
viagem com pets
Como tirar manchas de mofo e bolor da parede
Homem procurando uma casa de família para deixar seu cachorro.
Homem consertando o próprio carro e fazendo o pedido de produtos automotivos.
ipva mato grosso do sul