Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saiba calcular quanto custa um funcionário para empresa

A- A+

Se você pensa em se aventurar no mundo do empreendedorismo, é hora de começar a entender os detalhes da gestão de um negócio. Um dos erros mais comuns entre os iniciantes é subestimar o peso da folha salarial. Você sabe quanto custa um funcionário para empresa?

O equívoco se na hora de planejar as despesas com pessoal, ao considerar apenas o salário bruto do funcionário. Além do pagamento do que o trabalhador vai receber, conforme o que consta na sua carteira de trabalho, há uma série de encargos que incidem sobre os seus vencimentos.

Mulher calcula quanto custa um funcionário para empresa

Além do salário, empregador precisa considerar uma série de encargos trabalhistas. Foto: iStock, Getty Images

Quanto custa um funcionário para empresa

Segundo o contador Vicente Sevilha, autor dos livros Assim nasce uma empresa e Empreendedorismo de sucesso, os encargos sobre o salário são muitos, e podem variar de uma empresa para a outra. “As leis trabalhistas, especialmente a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), determinam os direitos do trabalhador que constituem encargos”, explica.

Além disso, lembra Sevilha, também existem encargos com o Imposto Nacional do Seguro Social (INSS) e outros que podem estar definidos no acordo coletivo de trabalho, feito entre empresas e trabalhadores.

A tabela abaixo, preparada pelo contador, ajuda a entender quanto custa um funcionário para empresa não optante pelo Simples, um regime tributário simplificado para pequenas empresas. Os encargos mais comuns são:

Encargos sociais %
13º salário 8,33
Férias 11,11
INSS 20
Seguro Acidente de Trabalho (SAT) até 3
Salário Educação 2,5
Incra / Senai / Sesi / Sebrae 3,3
FGTS 8
FGTS/Provisão de Multa para Rescição 4
Previdenciário sobre 13º / Férias / DSR 7,93
Total 68,18%

Como se pode ver, apenas 32% do que o empresário paga corresponde efetivamente ao salário do funcionário. Isso sem contabilizar encargos variáveis, como vale-transporte, plano de saúde, auxílio alimentação e outros.

Empresas optantes pelo Simples não terão os encargos referentes ao INSS patronal, SAT, salário educação e contribuições ao Incra, Senai, Sesi ou Sebrae. Já melhora bastante, mas, mesmo assim, pesa no orçamento.

Carga tributária pesada prejudica empreendedores

Uma crítica muito recorrente de especialistas e empresários é que, no Brasil, a alta carga tributária que incide sobre o salário de trabalhadores que têm carteira assinada é prejudicial, por vários motivos.

Primeiro, porque freia a criação de novos empregos, já que o empresário vai evitar contratar mais funcionários simplesmente por não ter orçamento disponível para isso. Segundo, porque não permite ao empresário pagar um salário melhor ao seu empregado.

Por esses dois motivos, a consequência é um grande número de trabalhadores na informalidade, já que não há estímulos para a sua formalização.

Você vai se interessar por:

Contratação por PJ vale a pena?

Nesse cenário, muitas empresas acabam adotando um regime diferente de contratação, em que seus funcionários trabalham como pessoas jurídicas (PJ), prestando um serviço e apresentando nota fiscal.

“É importante alertar que estes modelos alternativos expõem a empresa contratante a riscos, especialmente os riscos de uma reclamação trabalhista”, observa Sevilha.

O que acontece é que, se o funcionário comparece diariamente ao local de trabalho, ou seja, se sua atuação tem, na prática, as características de um empregado com carteira assinada, ele poderá reivindicar na Justiça do Trabalho os direitos que não recebeu por ser prestador de serviço.

Por essas e outras, Sevilha acredita que a legislação trabalhista brasileira precisa de uma reforma. “Ela é antiga, e não contempla modelos de trabalho mais modernos, necessitando urgentemente de modificações para torná-la compatível com a dinâmica atual do mundo dos negócios”, finaliza o contador.

 

Gostou de saber quanto custa um funcionário para empresa? Compartilhe o conteúdo!

composição da carga tributária
Conhecendo os principais tributos pagos pelos brasileiros atualmente
Benefícios que o desempregado tem direito
Avaliando a antecipação do 13º salário nas férias
Para ele vender as férias vale a pena
Saque do abono salarial 2016