Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saber o que é spread é importante na compra e venda de ações

A- A+

Se você investe em ações e quer entender mais sobre o processo de compra e venda de ativos na Bolsa de Valores, precisa saber o que é spread e entender como ele afeta o rendimento da sua aplicação. Esse é um indicador de suma importância e que ajuda o investidor a tomar decisões mais certeiras.

Analisando o que é spread

Calcular a diferença entre oferta e procura é essencial para fazer uma boa venda. Foto: iStock, Getty Images

O que é spread?

Conforme Anderson Mozzi, assessor de Investimentos da Elite Corretora de Câmbio e Valores Mobiliários, no mercado de Bolsa de Valores, o spread é a diferença entre preço de compra (procura) e preço de venda (oferta).

“Quando uma ação tem um preço de compra em R$ 10,00 e um preço de venda em R$ 10,10, temos um spread de R$ 0,10. Com isso, somente ocorrerá negociação se uma das partes alterar o preço”, explica Mozzi.

Segundo ele, o investidor deve ter atenção ao escolher ações de pouca liquidez, onde normalmente o spread de preço é elevado – o que pode acarretar uma compra acima do preço justo ou prejuízos na hora da venda.

Cálculo do spread

O spread é calculado a partir da oferta e da demanda, podendo ser visualizado no book de ofertas do ativo. Imagine que a melhor oferta de compra é de R$ 44,29 e a melhor oferta de venda é de R$ 44,31. O spread é de R$ 0,02, ou seja, a diferença entre os valores.

Em outro exemplo, se tivermos valores de compra e venda das ações de determinada companhia em R$ 44,26 e R$ 44,42, respectivamente, o spread será de R$ 0,16. Para fazer o cálculo, é preciso verificar qual percentual ele representa sobre o valor de venda. Nesse caso, é equivalente a 0,36%.

Se a ideia for vender essa ação, seria necessário que seu valor subisse 0,36%, no mínimo, para o que investidor não tenha perdas com a operação. No caso do spread de R$ 0,02, seria necessário que ele subisse 0,04% para evitar perdas. Assim, quanto maior o spread, mais o ativo terá de subir para que a operação de compra dê lucro.

Como reduzir as chances de perda

Agora que você já sabe o que é spread, fica claro que os menores índices são sempre melhores para uma negociação. Mas ainda há outras formas de evitar perdas na operação de venda de ações. A primeira delas é monitorar os ativos mais líquidos – nesses casos, o spread tende a ser menor.

Outro meio de melhorar a negociação é operar no mercado à vista, e não no fracionário. Dentro dessa lógica, o mais indicado é trabalhar com ações que integram o Índice Bovespa. Os ativos de maior participação também têm maior liquidez e, por isso, os menores spreads.

Você vai se interessar por:

Proteja sua família e concorra a prêmios

Você pode investir em ações com sucesso e ver seu dinheiro crescer, mas não se esqueça que o melhor custo-benefício sempre está no bem-estar da sua família. Com o Seguro Premiado Vivo, você garante a proteção dos seus entes queridos e ainda concorre a prêmios no valor de R$ 2.500 por dia. Para participar, basta enviar a palavra SEGP para 8051.

> Seguro Premiado Vivo: Proteja a sua família e concorra a prêmios

Entendeu o que é spread? Se gostou do artigo, compartilhe as dicas!

Taxa para investir em ações
Viajar ou comprar um carro
Opção para investir em commodities
O que são commodities
Acompanhando o rendimento do Tesouro Direto
Um investidor de primeira viagem