Vivo
 
por Vivo Seu Dinheiro

Saber o que é markup ajuda a definir o preço de venda de um produto

A- A+

Uma das principais dúvidas de um empreendedor de primeira viagem é quanto cobrar por seus produtos ou serviços. Conforme ele vai ganhando experiência e conhecimento, isso fica mais fácil, especialmente porque já saberá o que é markup e como utilizar o índice na precificação do bem vendido.

Essa questão não pode ser conduzida com desleixo, pois o preço de venda é fundamental para o sucesso de um negócio. Ele não pode ser muito alto (caso contrário não será competitivo, e o público-alvo vai escolher a concorrência) e nem muito baixo (sob pena de resultar em um lucro insuficiente).

Empresário sabe o que é markup

É importante que o empreendedor encontre o preço de venda ideal para cada item. Foto: iStock, Getty Images

Afinal, o que é markup

O markup nada mais é que um índice, um cálculo que é feito considerando os custos e despesas da empresa para a produção de um produto ou prestação de serviço mais o lucro desejado. O resultado será o preço de venda do bem comercializado.

Trata-se de uma conta muito simples, mas também muito importante para embasar a formação do preço e não correr o risco de não ter lucro algum com a venda de um produto.

Outra utilidade do índice é facilitar a negociação por parte do vendedor. Ele pode ser orientado a usar um markup de partida e um mínimo. O que vai variar entre um e outro é o lucro obtido, já que os custos serão os mesmos.

Assim, na hora de atender aquele cliente difícil, que está sempre em busca de um bom desconto, será fácil saber qual o preço mais baixo que pode ser oferecido. Se ainda você não entendeu bem o que é markup, abaixo vamos explicar como calculá-lo e tudo ficará mais fácil.

Como calcular o markup

A primeira coisa a ser feita é encontrar o custo de produção (CP) ou aquisição do produto. Se você mesmo produz o item, contabilize quanto gasta de matéria-prima e mão de obra. É nesse valor que o índice incidirá para chegar ao preço de venda. Depois, encontre as variáveis da fórmula, que serão em forma de percentual. São elas:

  • Despesas variáveis (DV): impostos que incidem sobre o produto e comissões aos vendedores.
  • Despesas fixas (DF): defina um percentual de despesas como gastos administrativos que incidem sobre a venda de cada produto vendido.
  • Lucro pretendido (LP): qual o percentual de lucro que você deseja obter sobre cada item vendido?

Agora, vamos ensinar a fórmula do markup divisor, que vai dar a você o preço de venda ideal com um cálculo muito simples: CP/[1-(DV+DF+LP)]. Nesse modelo, CP, DV, DF e LP são as variáveis que explicamos acima. Então, basta substituí-las pelos valores correspondentes (mas em números decimais), e calcular.

Para ajudar, vamos fazer um exemplo:

Supondo que o custo de produção de um item é R$ 50,00, sobre o qual há 10% de custos variáveis e 7% de custos administrativos. O lucro pretendido é de 15%. Agora, transforme esses valores em números decimais: os 10% viram 0,1, os 7% viram 0,07 e os 15% viram 0,15. A fórmula ficará assim:

  • Preço de venda: CP/[1-(DV+DF+LP)]
  • Preço de venda: 50/[1-(0,1+0,07+0,15)]
  • Preço de venda: 50/[1-(0,32)]
  • Preço de venda: 50/0,68
  • Preço de venda: R$ 73,53

Ou seja, considerando o custo com a produção ou aquisição do produto, as despesas que incidem sobre a venda e o lucro pretendido, o preço de venda ideal para o item é de R$ 73,53. Se baixar disso, o seu lucro será inferior a 15%, e vice-versa.

Você vai se interessar por:

Gostou das nossas dicas sobre o cálculo do markup? Então, compartilhe o artigo.

como montar uma empresa de cromagem
como lucrar vendendo bolo no pote
como lucrar na crise
lado bom da crise
índice de confiança do empresário do comércio
como abrir uma microcervejaria